Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
20 de Fevereiro de 2009

 O acordo existente entre as comissões de baldios as empresas Airtricity e Enerbaça para instalar parques eólicos na área do Parque Natural de Montesinho mantém-se. Os privados pagam aos responsáveis do terrenos baldio de diversas freguesias do concelho de Bragança entre 2500 a três mil euros ano, até à instalação do possível parque. Inicialmente previa-se que as primeiras torres começassem a ser instaladas este ano, mas nada indica que o projecto avance, de imediato.

Segundo Jorge Nunes, presidente da Câmara Municipal de Bragança, o problema da falta de uma rede de alta tenção continua a ser a principal condicionante. “Falta a rede de transporte de muita alta tenção e a conclusão da subestação de Macedo para poder receber mais potência. Enquanto isso não acontecer não há possibilidade nenhuma”, explicou ao Mensageiro. O problema coloca-se em relação à exploração prevista no Parque Natural de Montesinho, como na Serra de Nogueira.

Entretanto, o acordo entre as empresas interessadas na exploração de energia eólica e as comissões de baldios (que, em alguns casos, coincidem, na pessoa do presidente, com as juntas de freguesia, mas nem sempre), em Bragança, gerou críticas do deputado do Bloco de Esquerda na Assembleia Municipal. Luís Vale afirmou que o potencial de energia eólica do concelho está a ser mal gerido. “Não conhecemos estudos que tenham sido feitos pelo INETI (Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação) que refiram qual é o potencial”. Deste modo, terá sido negociado algo de que não se sabe o real valor.

Por outro lado, “não nos parece correcto que a Câmara de Bragança ande a fazer lobby junto do ICNB e da Secretaria de Estado do Ambiente para defender esses interesses privados”, acrescentou o deputado.

Em Vinhais, outro dos concelhos em que existem interesses na exploração de energia eólica em diversas freguesias, a Câmara Municipal constituiu uma empresa municipal, Enercastro com maioria de capital público (município e juntas de freguesia envolvidas) e participação de privados. Segundo Américo pereira, presidente da Câmara de Vinhais, Pelos terrenos baldios “reservados” para a possível exploração eólica são pagos cerca de três mil euros anuais. O município, que detém 60 por cento do capital da empresa, mantém o controlo de uma possível exploração de energia eólica, no futuro, o que dependerá de vários factores, entre os quais a autorização do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB), no que diz respeito a todos os terrenos dentro da área protegida.

Américo Pereira considera que, no fundo, esta intenção de investimento continua refém do ICNB, ao contrário do que seria desejável.

Jorge Nunes  refere que o Plano de Ordenamento do Parque, entretanto aprovado e publicado não impossibilita a construção de parques eólicos. É que, apesar do Relatório no relatório de Ponderação da Discussão Pública do Plano de Ordenamento do Parque Natural de Montesinho, o Instituto de Conservação da Natureza ter rejeitado qualquer alteração à inicial alínea do artigo respeitante às “actividades interditas”, que proibia a instalação de torres eólicas, a versão final, publicado em Novembro de 2008, em Diário da República, suprimiu essa interdição e acrescentou uma nova alínea no artigo nove, respeitante às “actividades condicionadas”. Assim, a instalação de parques eólicos é possível, mediante parecer vinculativo favorável do ICNB.

 

Fonte: Mensageiro Notícias

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
15
blogs SAPO