Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
15 de Agosto de 2010

António Rodrigues e Ophelia Billen são o casal de artistas que expõe, até 26 de Setembro, no Centro Cultural de Bragança. Vivem há vários anos na Bélgica, mas ele tem uma costela transmontana que, desde há vários anos, faz com que regressem à região, tal como muitos emigrantes espalhados pela Europa.

Foi a pensar nisso que o Centro Cultural preparou, especialmente para Agosto, altura em que muitos regressam à terra natal, esta exposição intitulada “Universalismos”.


Gravura, desenho, pintura, escultura e cerâmica. Diversas linguagens. Dois artistas. Várias inspirações. Foi tudo isto que levou ao título “Universalismos”.

“Aqui estão patentes várias técnicas, várias inspirações, vários pensamentos pessoais, a vida do quotidiano”, apontou António Rodrigues.

Os seus trabalhos mostram como a região transmontana o inspira e, por isso, recorre a materiais aqui frequentes – as típicas pedras de Montesinho ou a chamada “pedra sabão”, por exemplo.


Na outra sala, Ophelia tenta exprimir os seus pensamentos, sonhos, ideias juntando as várias técnicas em obras de arte únicas.

Nas duas exposições há algo em comum: a paixão por Trás-os-Montes. O casal está a pensar abandonar a Bélgica e fixar-se na região transmontana. Há três anos compraram uma casa numa aldeia e têm vindo a reconstruí-la com o intuito de aqui ficarem a viver.

E se António é para aqui atraído pelas raízes familiares, Ophelia destaca a forte presença da natureza, algo patente nas suas obras artísticas.

A paixão pela região transmontana é, aliás, algo que caracteriza grande parte das exposições que têm passado pelo Centro Cultural de Bragança. Foi exemplo disso o caso de Gerthein de Visser, natural da Holanda e hoje radicado na aldeia de Landedo, em Vinhais; ou do fotógrafo António Sá que, após anos a trabalhar para a National Geographic, pretende, agora, vir para a cidade de Bragança.

 

14 de Agosto de 2010

As festas em honra de Nossa Senhora do Caminho começam já este Domingo, 15 de Agosto, na vila de Mogadouro. Durante as festividades são esperadas milhares de pessoas para prestar homenagem à Virgem de Nossa Senhora do Caminho.

A romaria de forte tradição religiosa tem o seu ponto alto na celebração da missa campal e das tradicionais procissões, no dia 28 e 29 de Agosto. Ao mesmo tempo, está programado todo um cartaz com inúmeras actividades culturais e recreativas.

O primeiro dia é dedicado aos mais novos, com a realização de uma tarde infantil. Os emigrantes e mogadourenses da diáspora são, também, homenageados, uma vez que muitos escolhem esta altura do ano para regressar à terra natal, aproveitando o convívio e a tradição. Assim, o dia do emigrante está agendado para 24 de Agosto, noite em que actua Emanuel. Já a 27 de Agosto realiza-se o já tradicional encontro de Mogadourenses da diáspora, culminando com um espectáculo a cargo dos Quinta do Bill.

De entre os vários espectáculos agendados, destaque para a noite de fados, a 25 de Agosto, com Camané e para os Irmãos Verdade, no dia 28 de Agosto.

O fadista Camané actua no dia 25 e os populares Diapasão no dia 26.

No âmbito das festividades, terá lugar, ainda, o III Festival de Danças de Salão, no dia 21 de Agosto, e o Festival de Folclore, no dia 22 de Agosto. Ainda no dia 22 de Agosto, actua, durante a tarde, a Banda Filarmónica dos Bombeiros Voluntários de Mogadouro.

A romaria de Nossa Senhora do Caminho, uma das maiores do distrito de Bragança, é uma festa tradicional de carácter profundamente religioso. A responsabilidade das festividades são da Comissão de Festas, encabeçada por um casal e respectivos casais de mordomos que têm a seu cargo todas as celebrações.

publicado por Lacra às 09:14
13 de Agosto de 2010

A construção da barragem de Foz Tua pode vir a traduzir-se na desclassificação do Alto Douro Vinhateiro como Património Mundial da Humanidade pela Unesco. Segundo o Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), os documentos e mapas agora disponibilizados pela EDP demonstram que o empreendimento hidroeléctrico se vai situar em pleno património classificado, compreendendo a construção de três edifícios da central hidroeléctrica com 75 metros de comprimento e 25 metros de altura, o equivalente a um prédio com seis andares.

Os impactos visuais serão “enormes e visíveis de inúmeros pontos nobres da área classificada, desde as Quintas do Douro, Linha Ferroviária e do próprio rio Douro”, acusou Manuela Cunha, dirigente do PEV. Acresce ainda que, segundo afirmou, para que o projecto esteja em conformidade com as imposições da Declaração de Impacto Ambiental (DIA), é necessário que a UNESCO dê o seu parecer, bem como a Direcção Regional de Cultura do Norte, instituições que ainda não terão sido ouvidas no âmbito deste processo.

“Não existe, nem no estudo, nem no relatório técnico, nenhum documento que traduza um aparecer favorável da UNESCO, organismo ao qual o PEV já apresentou uma queixa sobre o que se está a passar no Tua”, acusou.

O PEV critica ainda os impactos ambientais que, no seu entender, não vão ser minimizados pelas medidas compensatórias porque a EDP tem procurado “apenas as soluções mais baratas”.

“Duvidamos que os impactos possam ser minimizados. As medidas escolhidas são as mais baratas e algumas chegam a ser contestadas por entidades como o Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade”, apontou.

A construir-se, a barragem de Foz Tua vai deixar submersos 16 quilómetros de linha ferroviária, pelo que uma das exigências da Declaração de Impacto Ambiental visa a apresentação de propostas que garantam a equivalência funcional da Linha do Tua. Acontece que, no entender do PEV, a EDP apresentou propostas “surreais” e sem exequibilidade. 

“As propostas que vão desde funiculares a elevadores agarrados à barragem, ou o transporte por comboio/autocarro/barco e novamente comboio. Há dinheiro para tudo, menos para um canal alternativo ferroviário”, contestou.

A dirigente dos “Verdes” lamenta, ainda, que a EDP disponha de pouco mais de um milhão de euros para a criação de emprego e que não consiga apontar mais-valias da barragem para a região. “Associado à barragem surge, apenas, a criação de um espaço de referência ibérica do turismo fluvial que pode até vir a suplantar o Douro. Não sabemos como é que isso será possível...”, observou, apontando para as implicações que a futura barragem poderá ter no caudal do rio Douro, um problema já levantado pelo Instituto Portuário, segundo afirmou.

A Declaração de Impacto Ambiental (DIA) foi emitida no ano passado e deu parecer favorável à construção da barragem de Foz Tua. Depois da EDP ter entregue à Agência Portuguesa do Ambiente toda a documentação exigida, foi elaborado o Relatório de Conformidade que aponta para 12 condicionantes e 50 estudos e medidas, para além das monitorizações e medidas compensatórias.

Ainda assim, o PEV considera que faltam documentos e apontam, ainda, que estas exigências são “a prova” que o parecer favorável dado à construção do empreendimento se tratou de uma “decisão politica” não fundamentada devidamente.

“A DIA favorável foi emitida sem que os impactos do projecto fossem devidamente estudados”, acusam.

O PEV já enviou o seu parecer sobre os estudos e propostas apresentados pela EDP no quadro da consulta pública que está em curso.

 


A partir das 20h00 de hoje, 13 de Agosto, vai estar disponível, na Praça Cavaleiro Ferreira, um autocarro para transportar as pessoas até ao Castelo, onde se inicia a Festa da História.

O autocarros vão estar disponíveis a partir de hoje, às 20h00, e até às 23h00, partindo de 30 em 30 minutos. Nos dias 14 e 15 de Agosto o horário é alargado, tendo início pelas 15h00 e terminando às 23h00.

Esta é uma iniciativa do município de Bragança que visa facilitar a mobilidade dos cidadãos, evitando o estacionamento na cidadela. 


Conhecer as antigas rotas do contrabando é a proposta do município de Vimioso para este Sábado, 14 de Agosto. O 3º passeio pedestre pela rota do contrabandista vai levar os participantes numa caminhada nocturna de 12 quilómetros, entre Pinelo, no concelho de Vimioso, e Latedo, em Espanha.

O encontro está marcado para as 21h30, junto à Casa da Cultura de Vimioso.

Aos participantes aconselha-se que levem lanterna, água e calçado adequado para umas horas de caminhada à luz da lua. O preço da inscrição é de 10 euros, com oferta de colete reflector e ceia em Pinelo.

 

 

12 de Agosto de 2010

 

 

De 12 a 15 de Agosto, Macedo de Cavaleiros oferece muita festa e animação. Macedo CoMvida, a Final do Campeonato Nacional de Voleibol de Praia e a Feira de Antiguidades e Velharias, preenchem um fim-de-semana de visita obrigatória ao concelho.

O Macedo CoMvida reserva quatro dias de animação no Jardim 1º de Maio. No dia 12, quinta-feira, a Banda Lucky Duckies oferece um “Bailarico à Antiga”, aberto a toda a população.

No dia seguinte, a “Mostra Cultural” apresenta dez grupos do concelho de Macedo e um grupo francês, para uma noite de convívio cultural. Depois do desfile pelas ruas da cidade, a actuação está marcada para o início da noite, no palco do jardim municipal.

Dia 14 de Agosto, Sábado, a Associação de Jovens Artistas Macedenses (AJAM) apresenta a 2ª edição do desfile “Moda Macedo”. No Domingo, o “Macedo em Festa”, da Rádio Onda Livre, preencherá o dia com actuações de reconhecidos artistas de música popular portuguesa.

Paralelamente decorre a Feira de Antiguidades e Velharias pelas ruas pedonais junto ao Jardim 1º de Maio, uma feira onde se podem encontrar variadíssimos utensílios de diversas épocas, aplicações, géneros e materiais.

Ainda de 12 a 15 de Agosto, a Albufeira do Azibo é o cenário da Final do Campeonato Nacional de Voleibol de Praia de 2010. A Praia da Ribeira vai albergar três campos para os jogos da primeira final disputada numa praia fluvial, em todo o historial do Campeonato. Presentes vão estar as melhores duplas do ranking nacional (16 femininas e 24 masculinas), para decidir entre si os próximos campeões nacionais da modalidade.

 

publicado por Lacra às 18:00

A freguesia de Sambade  vai acolher uma noite dedicada à música e gastronomia Cabo-Verdiana, no âmbito Festival Sete Sóis Sete Luas.
O concerto com TeTé e Sara Alinho traz ao palco instalado no Largo da Igreja, os ritmos característicos das ilhas de Cabo Verde. O funaná, as mornas, as coladeiras são interpretadas por Mãe (TeTé) e Filha (Sara), num diálogo constante entre duas gerações musicais

Dar a conhecer a rica gastronomia e cultura destas ilhas é o objectivo da nopite temática e, por isso, será no polidesportivo de Sambade que se realizará iuma demonstração gastronómica com o melhor de Cabo Verde.

O jantar temático tem início às 19h30 e é aberto a toda a população. O preço é de 12 euros e inclui na ementa a tradicional Cachupa acompanhada de vinho regional e finalizando com mouse de manga.


 

 

Macedo de Cavaleiros vai acolher, amanhã, 13 de Agosto, e até dia 15, a final do Campeonato Nacional de Voleibol. A prova realiza-se na Praia da Ribeira, em plena Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo, e traz a Macedo as melhores 24 duplas masculinas e as melhores 16 duplas femininas da modalidade.

Depois de três anos a acolher etapas do Campeonato Nacional, o concelho macedense conseguiu, este ano, trazer para o Azibo a Final Nacional, um feito inédito que traduz o reconhecimento, da Federação Portuguesa de Voleibol, das boas condições do local para a prática da modalidade.

“A parceria de anos anteriores foi boa, o parceiro, a câmara municipal, é colaborante e amigo, e este é um reconhecimento do seu empenho e trabalho”, apontou Teodemiro Carvalho, secretário-geral da Federação Portuguesa de Voleibol.

Esta será a primeira vez, a nível nacional, que a Final se realiza

Este ano, a pré-qualificação foi suprimida e as duplas vão ser apuradas de acordo com o maior número de pontos obtidos ao longo das diversas etapas. Na Final prevê-se que marquem presença jogadores reconhecidos do grande público, como Quibinho, Rosas ou Pedrosa, bem como jovens talentos que começam, agora, a mostrar o seu potencial, como é o caso de Rui Moreira.

Para Beraldino Pinto, presidente da Câmara Municipal, esta é uma “boa oportunidade de dar maior visibilidade ao concelho macedense e a toda a região transmontana”. São esperadas centenas de pessoas só da parte da comitiva que traz os jogadores, familiares, acompanhantes, árbitros e outros técnicos. Espera-se ainda que centenas de adeptos acompanhem o evento, como tem acontecido em anos anteriores.

Ainda não é este ano que o Campeonato conta com uma dupla macendese mas, segundo Beraldino Pinto, a modalidade tem conhecido um maior incremento e atraído mais jovens.

“Já temos praticantes da modalidade que vêm com assiduidade mas chegar a uma final nacional não é fácil”, apontou, ressalvando que o município continuará a apostar na melhoria das condições para o fomento da prática desportiva.

 


O famoso fotógrafo italiano, Oliviero Toscani, director artístico da marca Benetton, vai abrir, hoje, em Alfândega da Fé, uma exposição dedicada aos burros de raça mirandesa. Intitulada “Hardware+Software=Burros”, a mostra vai estar patente até ao dia 19 de Agosto na vila transmontana. São 30 fotografias de dimensão gigante em que os burros aparecem como verdadeiros top models. O projecto visa chamar à atenção para o empobrecimento da inteligência do homem por culpa da tecnologia.


O processo disciplinar instaurado ao porteiro da escola frequentada por Leandro, a criança que se afogou no rio Tua em Mirandela, está parado há mais de três meses à espera do depoimento do director do estabelecimento.

"O processo está parado e não tem desenvolvimento porque a instrutora ainda não conseguiu ouvir o director (da escola)", disse ontem o presidente da Câmara de Mirandela, José Silvano. O director do Agrupamento de Escolas Luciano Cordeiro, José Carlos Azevedo, diz apenas não ter "nada a declarar" sobre o assunto.

De acordo com o presidente da câmara, o director da escola foi convocado para prestar declarações no processo, mas passaram os três meses previstos na lei sem que tenha respondido. A falta de resposta levou o município a solicitar a intervenção da Direcção Regional de Educação do Norte.

Depois desta diligência, o director terá informado a instrutora do processo de que pretende responder pessoalmente às perguntas e não por escrito. O presidente da câmara prevê que antes de 15 de Setembro não haverá uma conclusão sobre o processo disciplinar, em que o porteiro incorre numa pena que pode ir da advertência à expulsão da função pública.

O município instaurou, em Abril, o processo disciplinar ao porteiro de serviço na escola Luciano Cordeiro, de onde Leandro se ausentou à hora de almoço, a 2 Março, acabando por desaparecer no rio Tua.

 

Fonte: Lusa

últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
21
22
24
26
27
28
29
blogs SAPO