Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
10 de Agosto de 2010

Um incêndio num palheiro, em Selores, Carrazeda de Ansiães, vitimou uma criança de nove anos, esta terça-feira, segundo informações apuradas junto da corporação local.

Os Bombeiros Voluntários de Carrazeda de Ansiães confirmaram a morte de uma criança de nove anos. Segundo contaram, a menina ter-se-á deslocado ao palheiro acompanhada por uma outra criança e munidas de uma vela para verem uns gatos recém-nascidas. Ainda não se sabe como o incêndio terá deflagrado, mas do local apenas conseguiu sair a criança mais velha.

Os Bombeiros acorreram ao local, assim como o INEM e o helicóptero, no entanto, a criança foi encontrada já sem vida.

As altas temperaturas têm levado o Instituto de Meteorologia a colocar o distrito de Bragança em alerta máxima. Ainda esta semana, houve o registo de um fogo em França, concelho de Bragança, junto ao Parque Natural de Montesinho, num dia em que a visibilidade era mínima devido à intensa névoa provocada pelo calor e pelo fumo dos incêndios que têm deflagrado em todo o Norte de Portugal.

 O incêndio, com duas frentes, teve início ao final do dia de 9 de Agosto e envolveu no seu combate 36 homens, apoiados por oito viaturas. Estiveram envolvidos os Sapadores Militares, os Bombeiros de Izeda e os GIP’s da GNR.

A Paisagem Protegida do Azibo, em Macedo de Cavaleiros, também foi atingida por um fogo que mobilizou 30 bombeiros, apoiados por seis veículos dos Bombeiros de Macedo, vigilantes da Paisagem Protegida, uma equipa GIP’s terrestre e uma equipa GIP’s Aérea.

Ainda em Bragança, esta semana, um incêndio urbano atingiu uma habitação, em Rebordãos, tendo sido mobilizados para o local um veículo de combate a incêndios urbanos e um veículo especial de combate a incêndios.

Os soldados da paz tiveram de intervir, também, em Algoso, no concelho de Vimioso, num incêndio que consumiu mato e pinho e que trouxe preocupações acrescidas devido aos difíceis acessos. No local estiveram 53 Bombeiros apoiados por 12 viaturas e um helicoptero de ataque inicial.

Preocupante foi, também, o fogo que deflagrou, na semana passada, em Marzagão, no concelho de Carrazeda de Ansiães, onde estiveram presentes cerca de cem bombeiros e um helicóptero bombardeiro pesado Kamov.

Com duas frentes activas, o fogo esteve activo durante três dias tendo sido activado para o local o GRIF de Bragança, constituído por  meios humanos e materiais dos Corpos de Bombeiros de Bragança, Vila Flor, Izeda, Freixo de Espada à Cinta, Macedo de Cavaleiros, Sendim e Vimioso, sendo o Comandante da Força o Comandante de Vimioso João Noel.

Ao local deslocou-se, ainda, o Governador Civil de Bragança, para dar apoio às equipas no terreno e inteirar-se da situação no local.

Os difíceis acessos condicionaram o domínio do incêndio que chegou a ser dado como dominado, tendo reactivado meia hora depois.

Também na aldeia de Morais e Lagoa, no concelho de Macedo de Cavaleiros, viveram-se momentos de pânico, no passado Sábado, quando o fogo tomou maiores proporções devido ao vento que se fazia sentir.

No local estiveram presentes 55 homens e 14 viaturas.

Recorde-se que o distrito de Bragança tem estado em alerta máximo para o risco de incêndios.

 


Um incêndio florestal deflagrou, ontem, na aldeia de França, junto ao Parque Natural de Montesinho. O incêndio iniciou pelas 20h30, num dia que a visibilidade foi minima, devido á densidade da névoa provocada pelo calor e fumo de incêndios florestais que têm deflagrado no norte de Portugal.
O incêndio de França foi combatido por 36 homens apoiados por 8 viaturas. O incêndio desenvolveu-se em 2 frentes. Estiveram no apoio ao combate ás chamas os Sapadores Militares, Bombeiros de Izeda e os GIPS da GNR.
Fonte: Corpo de Bombeiros de Bragança 


Os filmes «Doutor Jivago» (1965), de David Lean, e «A Sombra dos Abutres» (1998), de Leonel Vieira, são algumas das obras que vão ser projectadas todas as noites de quarta-feira de Agosto, no anfiteatro do centro interpretativo do Ecomuseu Terra Mater, em Miranda do Douro.

 

Reviver memórias e descobrir filmes que tiveram como cenário e inspiração a raia transmontana é o propósito da Associação para o Desenvolvimento de Picote, a Frauga, que promove este ciclo de cinema com entrada gratuita.

De clássicos a produções mais recentes, as películas serão também motivo de debate para os residentes da aldeia transmontana de Picote. Leonel Vieira, que nasceu em Miranda do Douro, pode participar nesta tertúlia, após a exibição de «A Sombra dos Abutres» no dia 18. O drama, rodado no Nordeste transmontano, retrata situações bem conhecidas dos habitantes desta região, como o contrabando.

O clássico «Doutor Jivago» rodado há 45 anos ali bem perto, do outro lado da fronteira, na Espanha franquista, tem a particularidade de uma das cenas ter sido filmada próximo da Terra de Miranda. A longa-metragem de David Lean tem projecção marcada para dia 25.

Já nesta quarta feira, será exibida a película «Sombras na Batalha» (1993), de Mário Camus, uma produção castelhana sobre uma ex-militante da ETA que vive numa aldeia perto da fronteira com Portugal.

 

Fonte: TVI24

publicado por Lacra às 12:20

A distrital de Bragança do Bloco de Esquerda (BE) quer que o Governo dê o exemplo de segurança nas obras públicas que estão a decorrer na região, reforçando a intervenção preventiva da Autoridade das Condições do Trabalho no terreno.

Em causa está mais um acidente mortal, ocorrido nas obras do IC5, no concelho de Vila Flor. Um homem faleceu após ter caído de uma altura de sete metros, quando procedia à desmontagem de um andaime de 40 metros que servia de apoio à construção de um viaduto, em Lodões.

Com este acidente subiu para quatro o número de vítimas mortais ocorridas durante as obras de Concessão do Douro Interior para a construção do IC5, que ligará Miranda do Douro à Póvoa do Varzim, e do IP2, que ligará a futura A4 e Castelo Branco.

O BE considera que é necessário fazer “mais” do que “apurar responsabilidades” e exige que se esclareçam “rapidamente” as causas do acidente e que se indemnizem as famílias dos trabalhadores.

Em comunicado, a distrital do BE considera, ainda, que esta sucessão de acidentes revela “falta de prevenção”, pedindo, por isso, uma maior “promoção” para a saúde e segurança no trabalho e uma “melhor fiscalização” por parte das autoridades competentes.

publicado por Lacra às 07:00



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
21
22
24
26
27
28
29
blogs SAPO