Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
30 de Abril de 2010

Cuidado com a DECO porque é uma empresa que também alinha na publicidade enganosa e que só pretende o lucro.

O aviso parte do presidente da Associação Portuguesa de Direito do Consumo que também não acredita que a DECO tenha recebido, em 2009, as 382 mil reclamações de consumidores, um número avançado recentemente.

 

“A DECO é o braço armado de uma multinacional belga que tem o lucro como objectivo. Eles fazem um marketing para vender uma imagem de que são muito operacionais” refere Mário Frota,, acrescentando que “eles dizem que no ano passado tivera 382 mil reclamações. Passa pela cabeça de alguém que uma organização tenha capacidade em gente, instalações e tempo para gerir essas reclamações?” questiona. “Eu não acredito” afirma. “Porque os números oficiais saídos das estatísticas do livro de reclamações não dão esses números” acrescenta.

 

Declarações de Mário Frota, à margem das segundas jornadas de direito do consumo, em Mirandela, promovidas pela delegação de Trás-os-Montes daquela associação, que está sediada, há um ano, na escola superior de comunicação administração e turismo de Mirandela.

Mário Frota diz ser fundamental uma cooperação com a autarquia local para divulgar esta associação.

“Nós temos de desenvolver um esforço em cooperação com o município para concretizar a protecção dos direitos e a promoção dos interesses dos consumidores” considera, lembrando que “é obrigação, por imperativo legal, que o município coopere de forma que os consumidores sejam protegidos, garantindo o acesso à informação”.

 

O objectivo destas jornadas é continuar a promover a informação do consumidor.

No entanto, Rute Couto, responsável pela delegação de Trás-os-Montes confessa que ainda existe algum desconhecimento da existência desta delegação.

Facto que se reflecte nas poucas reclamações recebidas.

“Ainda há alguma falta de informação, mas já tivemos alguns consumidores que se dirigiram a nós a pedir informação” afirma, sobretudo em casos de “compras do dia a dia”.

 

A delegação transmontana da Associação Portuguesa de Direito do Consumo conta com seis juristas e um elemento da área da economia e da administração.

 

Fonte: Brigantia


O Parque Natural de Montesinho está a ser cenário para um filme, cujos direitos foram já comprados pela RTP.

 

“A Parideira”, assim se chama a obra do realizador José Miguel Pereira, que encontrou no Nordeste Transmontano o cenário ideal.

  

Cinco actores, um projecto comum. Uma ideia que nasceu de uma tese de mestrado em realização de cinema, do Instituto Politécnico do Porto, e que trouxe a Montesinho a equipa de filmagens, comandada pelo realizador José Miguel Pereira.

 

“Estávamos inclinados para uma zona perto de Viana do Castelo, mas temos um brigantino na rodagem que nos chateou a dizer que Montesinho tinha o sitio que queríamos e de facto ficamos convencidos porque isto aqui é exactamente o que procurávamos que é a ideia da natureza em estado puro que também gera vida” explica.

 

Diogo Morgado, actor consagrado do cinema e televisão, desempenha o papel de Tiago e é o cabeça-de-cartaz do projecto que conta a história da Parideira.

 

“É uma gruta que supostamente faz com que as mulheres estéreis entrem e saiam grávidas” explica, acrescentando que o seu papel é o de “um marido que já tentou de tudo e que acredita que é a ultima hipótese de ter um filho”.

 

Ana Moreira completa o par romântico da trama.

 

A actriz, mais conhecida pelo filme “Os Mutantes”, de Teresa Vilaverde, ou pela participação na série Pedro e Inês, da RTP, desvenda um pouco da sua personagem.

 

“Eu sou a Margarida, esposa do Tiago, e somos um jovem casal que procura engravidar por outros métodos, mas que não estão a resultar” explica. Por isso, “procura a ajuda da natureza através de uma lenda que diz que se passar uma noite na gruta a natureza encarrega-se de dar uma criança a essa mulher” e no fundo, “a Margarida está a repetir os passos da mãe porque ela também nasceu assim”.

 

O filme deverá estar pronto no início do Verão, para entrar no circuito de festivais nacionais e internacionais, como o Fantasporto ou o festival de Vila do Conde.

 

A RTP também já comprou os direitos do filme por dois anos.

 

Mas, fora de cena, o realizador José Miguel Pereira queixa-se de alguma falta de apoios, sobretudo por parte da câmara de Bragança. “Temos alguns apoios, mas esperávamos mais por parte da câmara de Bragança porque no fundo trazemos aqui um projecto de muita visibilidade e esperávamos ser mais bem recebidos” afirma.

 

Um filme com dois terços da acção passados no Parque Natural de Montesinho, o que causa alguns problemas logísticos. “Temos de arranjar uma casa de banho, electricidade através de geradores, o que é ruidoso e temos de contornar essa questão, é a distancia, o terreno, as estradas” exemplifica.

As filmagens terminam hoje e prolongaram-se por duas semanas.

 

Fonte: Brigantia


Na manhã de ontem, D. António Montes Moreira, Bispo da Diocese de Bragança-Miranda, tornou público que o Santo Padre Bento XVI tinha aceite a sua renúncia como Bispo da Diocese. No documento de aceitação de renúncia, concede-se ao Sr. D. António Montes todas as faculdades para continuar como Administrador Apostólico da Diocese, enquanto não for nomeado um sucessor (o que deve acontecer no próximo ano).

D. António Montes Moreira nasceu em S. Tomé do Castelo, concelho de Vila Real, entrou para a Ordem Franciscana e foi ordenado sacerdote a 13 de Julho de 1958. Ordenado Bispo a 14 de Outubro de 2001, desde essa data presidiu aos destinos da Diocese de Bragança-Miranda.

 

 

Fonte: Ubi Caritas


A Associação Europeia para a Conservação do Património Geológico distinguiu a câmara de Macedo de Cavaleiros com uma menção honrosa pelo trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na área da conservação e promoção do património geológico do Sítio de Morais, conhecido como “umbigo do mundo”.

A câmara tem vindo a estudar o local no sentido de conceber um instrumento de gestão para os habitats prioritários ao nível da flora e da fauna. Há o objectivo de recuperar a escola primária de Salselas e um espaço na aldeia de Morais que funcione como centro de apoio ao visitante.

Prevista está, também, a sinalização e interpretação de uma rota geológica e de um percurso pedestre em torno do Sítio de Morais. Ao mesmo tempo, a autarquia pretende criar uma exposição com o título – “viagem ao centro da Terra”, no centro de apoio ao visitante, de forma a explicar o fenómeno geológico que afectou aquele local. Para esta exposição estão a ser elaborados textos, registo de imagens adequadas e de geomonumentos, estudos petrográficos das rochas e datações isotópicas para precisar a idade das rochas.

A concepção de um guia, de material pedagógico e de uma página na Internet, são outros dos objectivos da câmara para o Sítio de Morais.

O Prémio Geoconservação visa distinguir os melhores exemplos de conservação do património geológico promovidos por autarquias, estimular uma reflexão crítica sobre a necessidade de conservar o património geológico e incentivar as autarquias a adoptar estratégias e procedimentos, e divulgar e sensibilizar o público em geral para o reconhecimento do valor do património geológico como parte integrante do património natural.

A candidatura a este prémio foi elaborada pelo geólogo e investigador Eurico Pereira, do Laboratório Nacional de Energia e Geologia, a quem se deve muito do conhecimento do Sítio de Morais, e pela técnica da autarquia, Sílvia Marcos.

O Sítio de Morais é conhecido como “umbigo do mundo” por ter sido ali que se deu o processo de colisão de massas que originou a cadeia de montanhas conhecida como sutura do Orógeno Varisco.



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
blogs SAPO