Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
02 de Fevereiro de 2010

Tem de haver mais candidaturas à liderança nacional do PSD.

O desafio é lançado pelo novo presidente da comissão política distrital de Bragança daquele partido.

José Silvano tomou ontem posse e na cerimónia referiu que Pedro Passos Coelho não pode ser candidato único à presidência do Partido Social-Democrata.

“Deve haver outro candidato, porque entendo que o PSD podia fazer uma discussão e uma mobilização completamente diferente do que apenas com a candidatura de Pedro Passos Coelho. E isso está provado com o que aconteceu nesta distrital. Os militantes precisam de ser incentivados. O líder que ganhar tem de ser por acção e não por omissão.”

 

No dia 12 o PSD reúne-se em conselho nacional.

Para este encontro, a distrital de Bragança vai definir a sua posição na próxima semana, mas o presidente avança desde já que é favorável à realização de um congresso extraordinário.

“Só não vou dizer qual a posição da distrital de Bragança porque ainda não tive uma reunião para discutir isso, só no dia 8. A minha opinião pessoal é fazer tudo para que o partido tenha discussão interna e directas já. Dia 8 vamos tomar uma decisão em conjunto, mas para o Conselho Nacional. É que para o líder não pode haver imposição de órgãos, porque as eleições são directas.”

José Silvano diz ainda que o Governo socialista não vai cumprir os quatro anos de mandato.

“Pelo que vejo em termos de orçamento e actuação governamental, acho que no prazo de dois anos pode haver eleições. A minha opinião é que o mais certo é haver eleições legislativas antecipadas.”

 

Por isso entende que desta vez o PSD tem de “acertar” no líder para vencer as próximas eleições legislativas.


Fonte: Brigantia

publicado por Lacra às 14:45

 Terra D’água, uma das bandas já apuradas para as meias finais do Festival da Canção 2010, vai participar com uma marca “Freixo de Espada à Cinta”.
Tiago Espírito Santo, natural da Vila Mais Manuelina de Portugal, empresta a sua vocação, e assume a letra da música “Amanhã no Mar”.
Recorde-se que Tiago Espírito Santo tem um percurso associado à música enquanto instrumentista (guitarra) da banda “Hell II”, e agora num novo projecto iniciado em Novembro de 2009.
  


O Instituto Politécnico de Bragança criou um Núcleo de Investigação e Intervenção no Idoso. A iniciativa partiu da Escola Superior de Saúde e foi apresentada publicamente durante o sétimo congresso luso-espanhol de Gerontologia.

Este organismo vai já iniciar, em Fevereiro, um projecto de investigação, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, e que tem como objectivo referenciar e avaliar a área específica de intervenção no idoso para que a Gerontologia seja regulamentada como profissão.

Outros dos projectos candidatados e a aguardar financiamento resulta de uma parceria com o Instituto Ciências Biomédicas Abel Salazar e com a Universidade Católica, para toda a região Norte e que pretende acompanhar um grupo de idosos durante três anos e avaliar determinados parâmetros, pré-estabelecidos pelos investigadores.

Helena Pimentel, directora da Escola de Saúde, explicou que este projecto potencia as várias áreas formativas ministradas naquela escola, como seja Dietética, Análises Clínicas, Enfermagem, entre outras.

Assim, o Núcleo vai primeiramente apostar na investigação e só depois partir para a intervenção, como explicou Fernando Pereira, um dos responsáveis do organismo.

“Quando nos tivermos uma base de conhecimento suficientemente consistente, aí poderemos intervir com instituições que se ocupam mais da prática do cuidar dos idosos”.

O Núcleo de Investigação e Intervenção no Idoso foi apresentado durante o sétimo congresso luso-espanhol de Gerontologia, uma iniciativa que contou com centenas de participantes de todo o país e da vizinha Espanha.

 

Igreja é “fundamental” no apoio aos idosos

É nas áreas rurais que os idosos parecem sentir mais problemas, nomeadamente ao nível do isolamento. Segundo o bispo da Diocese de Bragança-Miranda, D. António Moreira, se não fosse a intervenção da Igreja, através dos cerca de 60 Centros Sociais e Paroquias existentes no distrito, esta faixa da população estaria ainda mais desprotegida.

Actualmente, no concelho de Bragança, segundo dados da autarquia, a população idosa, com mais de 65 anos, já atingiu os 25 por cento, mas o número pode ser bastante superior em outros concelhos da região.

O Bispo confessou que nas suas visitas pastorais tem verificado que o crescimento da população idosa é uma “problemática urgente” para a qual as autoridades civis e eclesiásticas têm de estar mobilizadas. D. António diz não estar pessimista em relação ao trabalho que é feito, mas aponta que é sempre possível “fazer melhor”.


O ministro da Agricultura, António Serrano, vai visitar Vinhais, durante a Feira do Fumeiro, para assinar um contrato de financiamento com a empresa local de comercialização da castanha – a Cacovin.

A Cacovin é uma empresa local privada, onde a autarquia vinhaense tem uma participação, e que labora na área da comercialização da castanha. No ano passado, a autarquia anunciou a intenção de se candidatar ao programa comunitário Proder para desenvolver uma nova linha de tratamento e embalagem da castanha e frutos secos, bem como dos legumes.

A assinatura do contrato de financiamento com o Governo vai traduzir-se, segundo o presidente da autarquia, Américo Pereira, na “passagem a uma nova fase”.

“A empresa está a laborar há cerca de três anos e vai agora enrar nua nova fase, no sentido de dar maior resposta às necesidades dos agricultores locais”, afirmou.

O objectivo é criar condições para que “os agricultores possam produzir mais e com a garantia que conseguem o escoamento”.

António Serrano deverá visitar Vinhais no último dia da Feira do Fumeiro, dia 14 de Fevereiro. O certame começa a dia 11 e deve ainda atrair outros membros do Governo, como já tem acontecido em anos anteriores.

No entender de Américo Pereira, a Feira do Fumeiro já alcançou um “estatuto” que a coloca na agenda dos membros governamentais.

“Há feiras que têm estatuto para ser visitadas por membros do Governo, como a de Santarém ou a Ovibeja, ou a Feira do Fumeiro de Vinhais”, apontou.

 

Calendário de feiras em estudo

O autarca só lamenta que os autarcas da região ainda não tenham definido um calendário de eventos que permita que os acontecimentos não se sobreponham entre si.

Na mesma data da Feira do Fumeiro realiza-se, em Miranda do Douro, o Festival de Sabores Mirandeses e é provável que outros eventos aconteçam simultaneamente. Américo Pereira considera que é possível articular os acontecimentos de forma a estabelecer um calendário de Inverno com eventos todos os fins-de-semana, de Novembro a Março.

A autarquia de Vinhais está já a estudar essa solução conjuntamente com os restantes autarcas da raia, como Vimioso ou Montalegre.

Américo Pereira ressalva, no entanto, que há certames que não precisam de marcar data, nomeadamente a Feira do Fumeiro de Vinhais, a de Boticas e a de Montalegre.

publicado por Lacra às 11:08
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
blogs SAPO