Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
21 de Julho de 2009

Roberto Leal, Perfume, Just Girls e Rui Veloso – são estes os nomes que, este ano, de 18 a 21 de Agosto, completam o cartaz das Festas da Cidade de Bragança.

O programa, no entanto, contempla 28 dias de festa e animação que se iniciam já neste fim-de-semana, com a realização de um desfile de moda na Praça Camões. Depois, até dia 14 de Agosto, passam pelo palco do centro da cidade cerca de 20 bandas da região.

Ali irão actuar, por ordem: Stone Age; Parede Sem Fachada; Via Latina; Old School; B Five; The Band; Esquadrão Furtivo e All Dance Connection; Grupo de Fados e Guitarradas de Bragança; Nó Kaustico; Ska; Low Five; Blakhole; 4 Cantos; Raro e Joe P.; (In) Temporal; Last Project e Melodia; Matson Band; Hotrio; e Dremm.

Paralelamente, serão realizadas várias actividades desportivas que têm o seu ponto alto nos dias 7, 8 e 9 de Agosto, com a XIX Concentração Motard de Bragança.

 

Festa da História é ponto alto das festividades

A Festa da História, agendada para 15, 16 e 17 de Agosto, é outro dos pontos altos das festividades. A zona histórica da cidade volta a recuar até à época medieval e a trazer ao Castelo personagens de outros tempos. Como no ano passado, terá lugar uma peça de teatro relacionada com a história da cidade, nomeadamente com o início da família dos Bragançãos – “Ascenção e Glória de D. Mendo Alão – o Braganção”. D. Mendo Alão foi um nobre cavaleiro que viveu na região de Bragança, contemporâneo do rei D. Afonso VI de Castela.

Mais de 50 pessoas vão estar envolvidas na apresentação desta peça que, no próximo ano, terá continuidade histórica.

O programa, na globalidade, não difere muito do ano passado, estando marcado pela contenção de despesas e pelo alargamento das festividades aos vários pontos da cidade – desde a Praça Camões ao Eixo Atlântico, passando pela zona histórica da cidade e terminando, no dia 22 de Agosto, no santuário de São Bartolomeu, em Samil, agora freguesia urbana.

 

Nª Srª de Fátima na Procissão Solene

 

Este ano, o programa religioso terá como grande novidade a vinda da imagem de Nossa Senhora de Fátima para Bragança, para a procissão solene em honra da padroeira da cidade, Nossa Senhora das Graças e para as novenas.

A comissão fabriqueira quer ainda trazer as imagens que estão em outras paróquias do concelho para participarem na procissão, criando assim uma verdadeira unidade entre a comunidade religiosa brigantina.

20 de Julho de 2009

A reportagem até estava gira e ia bem encaminhada. Mas ele não resistia a dar, mais uma vez, o ar saloio dos brigantinos ao resto do país e vai daí, desce até ao Jardim, e toca de entrevistar dois ou três velhotes que por ali andavam e que, provavelmente, nem televisor tinham, quanto mais agora acreditar cá nisso de homens na lua....Enfim...Já não há paciência. Qualquer dia crio um movimento anti-SIC Bragança.

18 de Julho de 2009

 

O Bloco de Esquerda e o CDS apresentaram, hoje, os candidatos à autarquia de Bragança.

 

 

Pelo BE avança Liliana Fernandes, de 32 anos, professora do ensino básico. À assembleia municipal e às legislativas concorre Luís Vale.

Na apresentação esteve o representante da direcção nacional, Pedro Soares:

 

Pelo CDS avança Guedes de Almeida. A candidatura foi apresentada hoje e teve o apoio do representante da direcção nacional, o deputado europeu Nuno Melo. Guedes de Almeida, advogado, é filiado no PSD e exerceu funções de vereador por este partido. Apesar de ir pelo CDS, pela partilha de valores que diz existir entre a sua candidatura e o partido popular, ainda assim Guedes de Almeida mantem e manterá o cartão de militante do PSD.

 

 

Guedes lembrou que o CDS já foi poder em Bragança, no tempo de Luís Pinheiro, e afirmou ainda que o CDS não era um partido dos ricos:

"partido dos ricos é o que está no poder. Olha o Jorge Gomes, por exemplo", apontou.

O candidato justificou assim a sua "ida às autárquicas" pelo CDS: primeiro, porque é praticamente impossível fazer candidaturas independentes e porque as pessoas têm medo de assumirem o apoio a um independente; e depois porque partilha com o CDS os mesmos valores.

17 de Julho de 2009

O Centro Ciência Viva de Bragança promove no Castelo de Bragança , a Noite das Estrelas que decorrerá a partir das 22:00h de sábado 18 de Julho.
O "apagão" das luzes públicas dar-se-á às 00:00h. 
Trata-se de uma iniciativa em que se propõe aos municípios desligarem as luzes de iluminação pública por um período curto (da ordem de 1 hora). A ideia é convidar as pessoas para a rua e verem por elas próprias o resultado da ausência de poluição luminosa.
Fala-se em poluição luminosa quando nos referimos à iluminação mal direccionada, isto é quando a iluminação é dirigida para cima, ou para os lados, em vez de iluminar somente as áreas pretendidas. Esta forma de poluição resulta, na sua maioria esmagadora, de candeeiros e projectores que, por concepção inadequada ou instalação incorrecta, emitem luz muito para além do seu alvo ou zona de influência, sem qualquer efeito útil. A luz emitida para cima e para os lados reflecte-se e difunde-se nas poeiras e fumos em suspensão no ar, tornando o céu nocturno mais claro. A poluição luminosa é o resultado do mau planeamento dos sistemas de iluminação, não da necessidade de iluminação. Se cada candeeiro ou projector reflectir para baixo a luz que iria para cima (e para os lados), melhora-se a iluminação na área que interessa iluminar.
Esta iniciativa que contará com sessões públicas de observação, palestras, divulgação de um folheto, em todo o país, tem como objectivo chamar a atenção para o problema da poluição luminosa. Esta iniciativa integra-se no projecto chave (cornerstone project) “Dark Skies Awareness”.
EVENTO: Noite das Estrelas, conduzido por astrónomos amadores e monitores do CCV de Bragança, com pelo menos 5 telescópios, binóculos, mapas do céu, software de astronomia, entre outros suportes. 
DATA: 18 de Julho de 2009, Sábado, coincidindo com a abertura do programa Astronomia no Verão da Agência Nacional Ciência Viva.
HORA: 22:00h
LOCAL: Castelo de Bragança, participação gratuita.

publicado por Lacra às 14:34
16 de Julho de 2009

Três festivais e uma Feira de Instrumentos Musicais Ibéricos é a proposta cultural que é deixada a todos quanto visitem o Planalto Mirandês de 25 de Julho a 2 de Agosto. A Direcção Regional de Cultura do Norte, em colaboração com a Junta de Castela e Leão, lançou um projecto transfronteiriço que visa dar coesão ao conjunto de actividades culturais que são promovidas nos concelhos de Vimioso, Miranda do Douro e Mogadouro nas datas mencionadas e apresenta-los como um só produto cultural.

O objectivo, segundo Helena Gil, da Direcção Regional de Cultura, foi “juntar as vontades já existentes, dar-lhes força, algum apoio financeiro e coesão em termos de programa cultural”.

O programa inicia-se com o já tradicional “L Burro i L Gaiteiro”, de 25 a 30 de Julho, um festival itinerante de cultura que visa potenciar a música e os arraias tradicionais, as danças mirandesas, a gastronomia local, a fauna, a flora e o quotidiano de quem resiste por Terras de Miranda. Durante seis dias de actividades, serão promovidas caminhadas por antigos percursos do concelho de Vimioso e de Miranda do Douro, sempre na companhia do burrico mirandês e da música tradicional.

Depois, a 31 de Julho e até dia 1 de Agosto, inicia-se mais um Intercéltico de Sendim, um festival que este ano comemora o 10º aniversário. Para além de um recinto renovado e melhorado, com toda a logística preparada para responder às necessidades dos festivaleiros e precavendo as possíveis transmissões do vírus da gripe A, o Intercéltico tem, este ano, a particularidade de apresentar como cabeça de cartaz a banda mais votada na Internet pelo público: Hedningarna.

Mas a programação no palco principal, instalado no novo Parque das Eiras, integra ainda três nomes absolutamente consagrados, verdadeiras instituições musicais da linha da frente da excelência da folk: a “Brigada Victor Jara”, que se apresentará com um concerto especialmente preparado para o efeito, com forte presença de temas transmontanos. Também os seminais e históricos “Llan de Cubel”, das Astúrias e Maria Salgado, uma das mais importantes vozes da folk castelhano-leonesa, irão encabeçar este festival.

De forma a contribuir para a divulgação dos mais jovens projectos, apresentar-se-ão ainda no Parque das Eiras os “Lenga-Lenga”, um grupo sendinês com uma atractiva trajectória desde o tradicional ao folk, que vai apresentar o seu novo álbum; e os “Korrontzi”, uma enérgica formação proveniente do País Basco, que se inscreve na mais expressiva linha da folk enunciada por Kepa Junkera.

A par com o programa musical, haverá muitas actividades culturais, como já é habitual de ano para ano. Na celebração de 10 anos de festival, Mário Correia, da organização, relembra que a aposta sempre foi no sentido de “surpreender” e essa tem mesmo sido a “fórmula de sucesso” para o Intercéltico se afirmar como um festival  que não é subsídio dependente e que, 10 anos depois, continua a trazer ao Planalto Mirandês, um vasto público de todo o país, em plena época alta.

Paralelamente é realizada a primeira Feira de Instrumentos Musicais Ibéricos em Fonte de Aldeia e em Sendim, um certame que será dedicado aos artesãos construtores de instrumentos musicais tradicionais.

Na região mirandesa há muito “saber fazer” dos vários instrumentos musicais utilizados na música tradicional, nomeadamente o pandeiro, a rabeca ou a gaita-de-foles. Com a realização deste evento, será possível trocar ideias e técnicas, dando a conhecer os construtores locais e outros que ali marquem presença.

No entender de Mário Correia, esta iniciativa da Direcção Regional de Cultura do Norte vai permitir, não só a deslocação de públicos entre os festivais promovidos na região nestas duas, como também dar operacionalidade e maior mobilidade às actividades desenvolvidas.

Ao longo dos dias haverá oficinas de construção de instrumentos, muita música folk e outras actividades culturais que ajudarão a reflectir a importância da língua mirandesa enquanto produto cultural com forte identidade na região.

O programa cultural termina com a realização do 1º Festival Transfronteiriço de Folclore de Mogadouro.

14 de Julho de 2009

O roubo de fios de cobre do tabuleiro da ponte internacional de Quintanilha terá levado ao adiamento da sua abertura ao tráfego, prevista para o passado fim-de-semana. 

Numa das últimas inspecções à rede eléctrica e à sinalização luminosa, os peritos detectaram que tinham desaparecido vários cabos eléctricos em cobre e que muitos outros tinham sido danificados.

Perante a situação, a empresa decidiu adiar a abertura da ponte e proceder à reparação de toda a cabelagem do tabuleiro.

Praticamente concluída desde Setembro de 2007, a inauguração da ponte internacional de Quintanilha teve de esperar cerca de ano e meio, por não estarem concluídas as obras dos acessos do lado espanhol.

Uma fonte da GNR de Bragança adiantou ao CM, que no posto "ainda não foi apresentada nenhuma queixa", mas adiantou que "vai ser difícil saber quando ocorreu o roubo, já que, por estarem as obras paradas, o local é pouco frequentado".

De resto, as autoridades suspeitam de que os autores deste roubo sejam os que realizaram, há dias, um outro de uma grande quantidade fios de cobre, na zona de Freixo de Espada-à-Cinta.

Quanto ao da ponte internacional de Quintanilha, desconhece-se, para já, o valor e a quantidade de cobre furtado.

Este contratempo junta-se a vários outros registados ao longo da construção desta obra de arte, que já deveria ter sido inaugurada em 2007. A sua construção, no lado espanhol, assim como os acessos, esteve interrompida por falência da construtora espanhola.

Orçada em 16,5 milhões de euros, a ponte vai ser inaugurada por José Sócrates no próximo dia 20.

13 de Julho de 2009

Desde a passada sexta-feira que está a circular, em Miranda do Douro, o primeiro comboio eléctrico do país. O veículo foi cedido pela EDP, no âmbito de um protocolo com a autarquia, e vai servir para dinamizar o turismo no centro histórico da cidade. Numa primeira fase, a câmara vai efectuar viagens gratuitas que servirão de “teste” ao veículo. Depois serão definidos circuitos turísticos tendo em conta as condicionantes do veículo. É que a bateria dura apenas oito horas, para circuitos em terrenos planos, sendo que em terrenos com inclinações superiores a cinco por cento, como é o caso de Miranda do Douro, o tempo de vida da bateria é muito menor. A câmara tem duas baterias eléctricas, cada uma com um peso de 1800 quilos, sendo, por isso, impossível efectuar a troca de baterias em qualquer via, conforme explicou o autarca Manuel Rodrigo. A cidade tem ainda dois pontos de carregamento, um nas oficinas da câmara e outro no Pavilhão Multiusos, no entanto, o tempo de carregamento de uma bateria eléctrica é de nove horas.

publicado por Lacra às 06:29
12 de Julho de 2009

As localidades de Fonte de Aldeia e Sendim, no concelho de Miranda do Douro, vão acolher, de 25 de Julho a 2 de Agosto, a primeira Feira dos Instrumentos Musicais Ibéricos. A iniciativa resulta de um projecto transfronteiriço, da responsabilidade da Direcção Regional de Cultura do Norte e da entidades responsável pela Cultura e Turismo da Junta de Castela e Leão, denominado Linha Mestre Norte/Línea Mestre Norte. O projecto será apresentado nesta sexta-feira, 10 de Julho, em Miranda do Douro, na data em que se comemora o dia da cidade, e tem um orçamento global superior a 500 mil euros, comparticipados em 75 por cento pelo Fundo de Desenvolvimento Regional. Dinamizar a região do planalto mirandês e dos municípios da província de Zamora através do recurso às artes, em particular à música e aos instrumentos musicais, é um dos principais objectivos do projecto. Para além da Feira dos Instrumentos Musicais Ibéricos, os concelhos de Miranda do Douro, Mogadouro e Vimioso, vão promover um programa cultural que inclui um encontro de danças tradicionais e um festival de cinema. O programa integra ainda o já tradicional Festival Intercéltico de Sendim, que se realiza no seguimento da Feira de Instrumentos, e o Festival de Música Tradicional L Burro I L Gueiteiro, que acontece de 25 a 29 de Julho. Já em 2010, será a localidade de Zamora que irá acolher uma Feira de Música, um certame direccionado aos músicos, produtores, editoras, distribuidores, compositores e programadores. Este certame está concebido para ser um espaço de dinamização da indústria musical e de divulgação dos artistas. O projecto Linha Mestre Norte/Línea Mestre Norte foi um dos três projectos já aprovados no âmbito da Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal. Os outros dois foram o projecto Industrias Culturais - Creativa e o Terras de Fronteira e Vale do Douro.

11 de Julho de 2009

 

O concurso público para a requalificação da Estrada Nacional 308-3 já foi publicado e a apresentação pública da obra será feita hoje, ao final da tarde, em Carragosa.

A repavimentação da estrada nacional 308-3 entre Bragança e Dine era há muito reivindicada pelas populações locais. Perante a inércia do Governo e das autarquias em resolver o problema, chegou mesmo a ser criado um Movimento Cívico de Utentes que, unindo autarcas das freguesias servidas pela estrada e populações locais, chegou mesmo a ameaçar boicotar as eleições europeias caso nada fosse concretizado. Depois de uma reunião com o Governo Civil, foram logo iniciados contactos com o Governo e com as Estradas de Portugal no sentido de encontrar uma solução, agora anunciada por Jorge Gomes. Segundo o governador, a estrada já podia ter sido repavimentada há muito tempo, no entanto, “ninguém o quis fazer”. “Quando as estradas são entregues às autarquias, são repavimentadas. Mas nunca nenhuma autarquia a quis assumir”, explicou. Agora, a via foi completamente desclassificada e, após as obras de repavimentação, terá de ser pedida uma nova classificação que permita depois, às Estradas de Portugal, assegurar a sua manutenção.

10 de Julho de 2009

A Ponte de Quintanilha,  último troço do IP4 que liga Bragança à fronteira espanhola,vao abrir ao trânsito na próxima semana. O troço já está a ser limpo e testado e será aberto antes mesmo de uma inauguração oficial.

Orçada em 16,5 milhões de euros, a Ponte de Quintanilha, construída ao abrigo de um convénio entre Portugal e Espanha. Foi concluída em 2007 e, desde então, estava por abrir ao trânsito devido à falta de cumprimento do acordo, do lado espanhol. A situação obrigava a que a ligação a Espanha fosse feita pela sinuosa estrada nacional 122.

A inauguração oficial está já confirmada a inauguração para meados do mês de Julho, com a presença do primeiro-ministro José Sócrates.

 

últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
19
22
23
24
25
blogs SAPO