Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
05 de Setembro de 2009

Porque acredita que é possível fazer melhor, Sandra Correia candidata-se às eleições legislativas pelo MEP (Movimento Esperança Portugal) no círculo de Bragança.A lista foi apresentada ontem.  Numa política de contenção, a candidata defende que os grandes investimentos do país devem ser cancelados à excepção da auto-estrada transmontana que segundo ela é fundamental para quebrar o isolamento da região.“Nós consideramos que deve haver contenção de custos e que devem ser cancelados os grandes investimentos nacionais como é o caso da terceira travessia sobre o Tejo, e o TGV” afirma. Mas “uma das únicas obras que o MEP considera que não deve ser congelada mas sim reforçada é a auto-estrada entre Bragança e Vila Real para nos sentirmos menos isolados” acrescenta. 

Para além de Sandra Correia, a lista do MEP por Bragança inclui também Miguel Santos e Ana Cunha.

O partido quer o alargamento do ensino pré-escolar até aos três anos.

A cabeça de lista dá conta de algumas propostas ao nível social. “É importante universalizar o pré-escolar a partir dos três anos, pois momento é aos cinco. Não deve ter carácter obrigatório, mas deve ser proporcionado a todas as crianças” afirma.

Por outro lado, para tentar combater o abandono escolar “devem ser criadas unidades de missão com pessoas empenhadas que acompanhem a escola, envolver os pais, associações para perceber o que os jovens precisam e o que os motiva a continuar os estudos”.

O desemprego é outra preocupação e o MEP propõe a criação de um contrato de reinserção social, como explica a candidata por Bragança. “Os desempregados em vez de ficarem em casa devem colaborar do IPSS’s que resultaria num bónus no subsídio de desemprego, conforme o trabalho desempenhado” sugere. Além disso, “os técnicos do centros de emprego são poucos para tantos desempregados, por isso deviam ser criados consultores de emprego que ajudassem aos desempregados a inserirem-se no mercado de trabalho”

Sem propostas concretas para o distrito de Bragança, Sandra Correia considera que deveriam ser criados gabinetes distritais onde os deputados possam receber os cidadãos.

 

 

Escrito por Brigantia

publicado por Lacra às 13:42
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
pesquisar neste blog
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
19
24
25
30
blogs SAPO