Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
08 de Julho de 2009

Surpresa na candidatura de Guedes de Almeida à câmara de Bragança.

O militante do PSD que tinha anunciado uma corrida independente vai afinal candidatar-se pelo CDS/PP.

Guedes de Almeida recebeu o convite do partido e acabou por aceitá-lo.

O candidato confessa que temia que a candidatura independente não fosse avante.

“Pode ter sido uma reviravolta relativamente às expectativas iniciais” admite.

“Eu tinha a candidatura independente toda preparada, mas há cerca de 15 dias recebi um convite de alguém com responsabilidades nacionais que perfilavam aquilo que foi a minha actividade como deputado municipal” explica, acrescenta que “suportariam a minha candidatura e depois de reflectir cheguei à conclusão que seria melhor porque tinha duvidas que a candidatura independente pudesse vingar porque as pessoas têm medo”.

Guedes de Almeida salienta que alguns elementos da lista também serão independentes e que a candidatura deverá ser formalmente apresentada na próxima semana. “Assim é muito mais fácil, ando mais descansado porque é o partido que trata de todos os aspectos burocráticos” refere.

“A lista será composta por independentes, embora com alguma filiação, mas que queiram defender os interesses do concelho” afirma. Guedes de Almeida adianta que “há um acordo para fazer a apresentação da candidatura talvez em meados da próxima semana onde deverá estar presente o deputado Nuno Melo”.

Guedes de Almeida mantém a militância no PSD e não teme perder alguns apoios que recebeu enquanto independente por agora vestir a camisola do CDS/PP.

O presidente da concelhia popular de Bragança explica a escolha de Guedes de Almeida para encabeçar a lista às autárquicas. “Para nós é um independente que nos interessa e já tem conhecimento e acção politica há vários anos” afirma Luís Ferreira, acrescentando que “serve-nos perfeitamente para representar o CDS na corrida autárquica”.

Por outro lado, “ele já se tinha perfilado como candidato independente e assim aliamos o útil ao agradável pois tínhamos de ter um candidato” salienta.

Luís Ferreira, confessa que se assim não fosse, o CDS/PP teria dificuldades em encontrar um candidato. “Se não tivéssemos nenhum independente teria de ser eu a dar a cara, como vice-presidente da concelhia, ou dos vice-presidentes, ou alguém do partido que se arranjasse” admite o responsável, acrescentando que “de quatro em quatro anos, sempre que há eleições, temos este problema”.

A candidatura vai ser formalizada em breve.

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
19
22
23
24
25
blogs SAPO