Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
29 de Maio de 2009

A ministra da Saúde, Ana Jorge, anunciou hoje que serão atribuídas em Janeiro as primeiras bolsas para fixar jovens médicos em zonas do país com falta de especialistas clínicos.
Ana Jorge explicou, em Bragança, que esta medida consta do novo regulamento do internato médico, o período de formação dos médicos que se segue à conclusão da licenciatura. Segundo a ministra, no próximo ano já haverá internos a trabalhar nas unidades de saúde ao abrigo desta lei.
O valor da bolsa ainda vai ser estipulado e será atribuído àqueles que escolherem as chamadas "vagas preferenciais" para realizarem o período de formação ou internato, disse Ana Jorge.
A bolsa é atribuída pelo tempo de duração do internato (três ou quatro anos) com a condição de os médicos permanecerem no mesmo lugar durante, pelo menos, o tempo equivalente à duração do internato.
Ana Jorge acredita que com esta medida será possível conseguir colocar alguns internos em zonas carenciadas, nomeadamente em unidades de saúde do distrito de Bragança. "O primeiro sinal será dado já no próximo mês de Janeiro", afirmou.
A ministra esteve hoje em Bragança para inaugurar o segundo centro de saúde da cidade, um investimento de dois milhões de euros com capacidade para atender 25 mil utentes. A nova unidade irá abrir ao público faseadamente, à medida que se for concretizando a mudança dos vários serviços e profissionais. O distrito de Bragança é "exemplar" a nível dos cuidados primários de saúde, uma área em que Portugal também é reconhecido internacionalmente, nomeadamente pela Organização Mundial de Saúde (OMS), sublinhou hoje Ana Jorge.
A carência de médicos no país verifica-se também nesta área dos cuidados primários, segundo os responsáveis pela política de saúde, mas é mais evidente ao nível das especialidades. A ministra Ana Jorge acredita que estão em curso medidas para combater o problema, como as bolsas para médicos internos anunciadas para Janeiro e o aumento das vagas nas universidades.
Segundo Ana Jorge, estão a entrar cada vez mais alunos nos cursos de Medicina: as vagas são hoje 1600, quando em anos anteriores não iam além das 300. A governante prometeu ainda resolver "dentro de poucos dias" os atrasos no pagamento de incentivos contratualizados com os profissionais das Unidades de Saúde Familiar (USF).
Ana Jorge atribuiu o atraso nestes pagamentos, que deviam ter sido feitos até 31 de Março, a uma "alteração nos sistemas de informação, que está a ser ultrapassada".

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
19
blogs SAPO