Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
04 de Outubro de 2012

O vale do Baixo Sabor, paisagem que será irrecuperávelmente submersa pela construção de uma barragem hidroelétrica, é o local escolhido pelo "Causas" para a realização de um workshop fotográfico já nos dias 12, 13 e 14 de Outubro.

Os Workshops de Fotografia CAUSAS têm como objectivo primordial envolver os participantes no contato e na promoção de diversas culturas, assim como de património humano e natural, através da formação e valorização fotográficas.

Pelo ensino da fotografia e contato com essas culturas, os workshops são orientados com um objectivo específico de uma causa, onde a divulgação final terá também um papel importante. Os participantes terão a oportunidade de mostrar através da sua arte e técnica fotográficas estas CAUSAS, essas gentes e esses lugares, através de Fotografias de Autor assinadas e publicadas em diversos suportes.

 

O programa é de dois dias de workshop, com dormida na Casa das Quintas, uma unidade de turismo rural de Mogadouro, e jantar incluído. Os interessados podem, no entanto, optar apenas pela inscrição nos workshops, um ou dois dias.

 

As inscrições estão abertas até ao dia 8 de Outubro e podem ser feitas através de e-mail ou telefone. Mais informações aqui: http://causasphoto.wordpress.com/

15 de Novembro de 2010

Uma operação do  Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Miranda do Douro da GNR, em colaboração com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), culminou com a detenção de um homem de 27 anos pela suspeita da prática do crime de lenocínio.

Os operacionais procederam à fiscalização de uma casa de alterne em Urrós - Gare,  no concelho de Mogadouro, e identificaram 15 cidadãs, uma delas portuguesa e as restantes de nacionalidade brasileira, com idades entre os 21 e os 56 anos.

Quatro das cidadãs brasileiras foram notificadas a comparecerem no SEF para regularizarem a sua situação. Já outras duas, de nacionalidade brasileira, com 28 e 35 anos de idade, foram detidas por permanência irregular em território nacional

A GNR apreendeu, ainda, diverso material relacionado com a prática de prostituição, nomeadamente caixas de preservativos, lubrificantes, anti-sépticos, entre outros.

Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial da Comarca de Mogadouro para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coacção. 

publicado por Lacra às 16:11
06 de Setembro de 2010

No termos da Declaração de Impacto Ambiental, aquela verba devia garantir iniciativas de desenvolvimento sustentável com base na valorização ambiental dos recursos naturais e património da região, numa óptica de criação de riqueza e de fomento de dinâmicas cívicas e de bem–estar social. No entanto, a ausência de regulamentação está a preocupar os autarcas dos quatro concelhos afectados pelo empreendimento, nomeadamente, Alfândega da Fé, Torre de Moncorvo, Macedo de Cavaleiros e Mogadouro.

Inicialmente, foi prevista uma verba equivalente a 3% da produção energética. A ministra do Ambiente já divulgou um despacho que refere que vai ser desbloqueado um milhão de euros, mas o dinheiro ainda não está aplicado.

Berta Nunes, autarca de Alfândega da Fé, considera que o dinheiro deve ser gasto nos concelhos abrangidos pela barragem. “São estes que vão ser afectados e ficar com terrenos submersos, não concordo que se aplique fora desta zona”, afirmou. Por exemplo, já se sabe que está contemplada a protecção do lobo, numa área entre Bragança e a Guarda. “Talvez no caso deste animal se justifique, mas já vai sair muito da zona afectada pela barragem”, acrescentou Berta Nunes.

O autarca de Moncorvo, Aires Ferreira, diz que foi tomado de surpresa pelo despacho de Dulce Pássaro, que aprovou o regulamento de gestão do fundo financeiro da barragem do Sabor, e diz que até conhecer o despacho não presta declarações sobre o assunto. “Não sei se está de acordo com o RECAP, não conheço o despacho”, referiu o edil.

Estando a EDP obrigada a contribuir para esse Fundo Financeiro desde o início da obra a região do Baixo Sabor, os autarcas consideram que está a ser protelada a utilização de verbas, “que deviam ser aplicadas no desenvolvimento dos municípios”, realçou.

Durante uma reunião, esta semana, da Associação de Municípios do Baixo Sabor, os presidentes de câmaras decidiram manifestar preocupação por, em sede da Comissão de Acompanhamento Ambiental, estarem a ser realizadas algumas alterações ao RECAPE, nomeadamente, quanto aos açudes nos cursos de água afluentes, que podem prejudicar o acesso à água da fauna e principalmente o uso balnear pela população. A Associação de Municípios decidiu avançar com a proposta de um fluviário na ribeira da Vilariça, bem como com estudos para a criação de uma Área de Paisagem Protegida de nível local.

 

Fonte: JN

publicado por Lacra às 11:12
14 de Agosto de 2010

As festas em honra de Nossa Senhora do Caminho começam já este Domingo, 15 de Agosto, na vila de Mogadouro. Durante as festividades são esperadas milhares de pessoas para prestar homenagem à Virgem de Nossa Senhora do Caminho.

A romaria de forte tradição religiosa tem o seu ponto alto na celebração da missa campal e das tradicionais procissões, no dia 28 e 29 de Agosto. Ao mesmo tempo, está programado todo um cartaz com inúmeras actividades culturais e recreativas.

O primeiro dia é dedicado aos mais novos, com a realização de uma tarde infantil. Os emigrantes e mogadourenses da diáspora são, também, homenageados, uma vez que muitos escolhem esta altura do ano para regressar à terra natal, aproveitando o convívio e a tradição. Assim, o dia do emigrante está agendado para 24 de Agosto, noite em que actua Emanuel. Já a 27 de Agosto realiza-se o já tradicional encontro de Mogadourenses da diáspora, culminando com um espectáculo a cargo dos Quinta do Bill.

De entre os vários espectáculos agendados, destaque para a noite de fados, a 25 de Agosto, com Camané e para os Irmãos Verdade, no dia 28 de Agosto.

O fadista Camané actua no dia 25 e os populares Diapasão no dia 26.

No âmbito das festividades, terá lugar, ainda, o III Festival de Danças de Salão, no dia 21 de Agosto, e o Festival de Folclore, no dia 22 de Agosto. Ainda no dia 22 de Agosto, actua, durante a tarde, a Banda Filarmónica dos Bombeiros Voluntários de Mogadouro.

A romaria de Nossa Senhora do Caminho, uma das maiores do distrito de Bragança, é uma festa tradicional de carácter profundamente religioso. A responsabilidade das festividades são da Comissão de Festas, encabeçada por um casal e respectivos casais de mordomos que têm a seu cargo todas as celebrações.

publicado por Lacra às 09:14
31 de Julho de 2010

 

 

Mogadouro pode não vir nunca a ter o Red Bul Air Race, mas o Red Burros Fly In foi um acontecimento que, certamente, passará a fazer parte do calendário de eventos a promover pelo município local e pelo Aeródromo Municipal.

 

 

Depois de um início calmo, com as demonstrações dos planadores do Centro de Voo à Vela de Mogadouro e da Força Aérea Portuguesa, foi a vez das exibições das Patrulhas Fantasma, Aerobática e SmokeWings, bem como do Chipmunk do Museu Aerofenix provocarem momentos de maior adrenalina, arrancando aplausos às centenas de pessoas que ali se deslocaram, pese embora as temperaturas elevadas que se fizeram sentir.

 

 

 

 

 

Os passeios de burro também não faltaram, fazendo jus ao nome que é já uma marca de Azinhoso - localidade onde se situa o Aeródromo.

 

 



  
Fotos de Carla A. Gonçalves (Direitos de Autor)

25 de Julho de 2010

“Red Burros Fly-In” é o nome do primeiro festival aéreo a realizar no Aeródromo Municipal de Mogadouro, no próximo dia 31 de Julho, e que alude ao festival organizado pela marca “Red Bull”, bem como à tradicional Feira de Burros que se realiza, todos os anos, na freguesia do Azinhoso, onde se situa o aeródromo. O evento pretende comemorar os cinco anos da inauguração daquela infra-estrutura e do Centro Internacional de Voo à Vela, empreendimentos financiados por dinheiros públicos, nomeadamente do Turismo. No Festival, o primeiro do género que o município organiza, vão estar presentes a Força Aérea Portuguesa, a Marinha, vários Aeroclubes, Patrulhas Acrobáticas e vários planadores. A entrada é livre e conta com espectáculos dos planadores da Academia da Força Aérea, das Patrulhas Fantasma (RV-6 e VaryEze), da Aerobática (Pitts S2B e Extra 300), dos Smokewings (Yak-52); bem como do Dornier Do.27 do Museu do Ar, o Westland Lynx Mk.95 da Marinha, o Chipmunk do Museu Aerofenix e os planadores do Centro Internacional de Voo à Vela de Mogadouro. No evento são esperadas centenas de pessoas do concelho de Mogadouro e até do distrito, uma vez que este tipo de actividades não são frequentes na região, como notou João Henriques, vice-presidente da câmara municipal. “Vai ser um dia muito importante para a divulgação do Centro Internacional de Voo à Vela e do concelho porque, na nossa zona, este tipo de actividades não acontecem com frequência”. Actualmente, o Centro Internacional de Voo à Vela de Mogadouro está a realizar um segundo curso de planadores que conta com nove pilotos inscritos, sendo, a nível nacional, uma das únicas escolas que funciona no país.
publicado por Lacra às 09:08
21 de Maio de 2010

"Sábado é o grande dia! Vamos ter o desfile, que é o maior da Europa, este ano com cerca de 500 participantes com máscaras tradicionais de toda a Península Ibérica e um grupo da Irlanda", explica Hélder Ferreira, presidente da Progestur, associação sem fins lucrativos de gestão e desenvolvimento de turismo cultural, uma das entidades organizadoras. 

O desfile de sábado começa na Praça do Município e termina no Rossio, que reúne a maior parte dos eventos - concertos, provas produtos regionais e de vinho, artesanato e ateliês para crianças - das regiões de Portugal e de Espanha representadas no festival. 

De Portugal, desfilam sete grupos - "caretos", "velhos", "chocalheiros" e máscaros" de Mogadouro, Vinhais, Macedo de Cavaleiros, Lamego e Lagoa - e de Espanha chegam nove grupos - "boiteros", "vacas", "toros", "carnavales" e "sidros" de Ourense, Zamora, León, Cantábria e Astúrias -, além da presença, pela primeira vez no festival, de um grupo não ibérico: The Mummers, da Irlanda. 



O toque de fertilidade irlandesa

"Mummers" significa "lugar da fertilidade", explica Jim Ledwith, um dos membros do grupo, que começou a animar Lisboa com um concerto de música tradicional irlandesa no Rossio, mas sem máscaras porque estava um calor insuportável, no arranque do festival, na quinta feira, e que promete também conquistar os portugueses, sobretudo as portuguesas. 

"Somos a fertilidade, o florescer da Natureza, e representamos a colheita, a generosidade da terra", prossegue o irlandês, um dos 20 membros do grupo que no sábado vai percorrer a Baixa de Lisboa com máscaras de palha. 



"Temos também um cavalo branco que ataca portugueses - porque não?" Cada mulher tocada pelo cavalo, garante Jim Ledwith, terá uma criança em seis meses. "Chamamos a isso fazer novos amigos por muito tempo..."


Ao longo dos quatro dias do Festival da Máscara Ibérica, a organização espera pelo menos repetir os números da edição do ano passado, com 300 mil pessoas, segundo números da Polícia Municipal. O presidente da Progestur, diz que são aguardados cerca de 30 órgãos de comunicação social estrangeiros, entre os quais quatro televisões espanholas e uma francesa. 

Hoje é o dia de Cáceres, com provas de queijos e azeites, o concerto do grupo Cerandeo no Rossio e gastronomia desta região no restaurante Casa do Leão, no Castelo de São Jorge. Sábado é o dia de Zamora, também com provas de produtos regionais e o espetáculo do grupo Xera, das Astúrias, no Rossio e gastronomia no restaurante Terraço, no Hotel Tivoli. 


O festival encerra no domingo, com as atuações da Banda de Gaitas de Viana do Bolo, dos Saca Sons, de Zebreira, e ainda dos Tanira e Roncos do Diabo, de Portugal. 



 

Fonte: Lusa

28 de Abril de 2010

 

 

O Centro Internacional de Voo à Vela, sedeado no aeródromo de Mogadouro, abriu mais um curso da modalidade no qual estão inscritos nove pilotos. Se todos eles conseguirem o brevet, (licença de voo), o Centro será responsável pela formação de metade dos pilotos da modalidade em todo o país.

Nestes últimos cinco anos, o Centro formou cinco pilotos, um número que, embora pareça baixo, corresponde a um terço de todos os alunos formados no país. Estes “salto” que o Centro Internacional tem dado, no panorama nacional, é prova do “sucesso” alcançado, conforme salientou João Henriques, vice-presidente da câmara municipal.

“Se todos os alunos conseguirem o brevet, daremos um salto maior e passaremos a formar metade dos alunos do país a fazer voo planado. É um sucesso do Centro Internacional”, apontou.

O aeródromo de Mogadouro é considerado um dos melhores do país para a prática de voo à vela, um desporto “radical”, não poluente.

“As condições climatéricas e geográficas fazem do aeródromo um dos melhores para a prática da modalidade, igualável com poucos fora do país”, considerou João Henriques.

 

Nova revista consolida projecto

O aparecimento da “Planadouro”, uma revista da especialidade, gratuita e acessível na Internet, elaborada pelo corpo técnico e alunos do curso de voo à vela, é o culminar de todo um projecto iniciado em 2001, com a construção do aeródromo.

Artur Gonçalves, um dos responsáveis deste projecto, explicou que a nova publicação vai servir como plataforma de troca de experiências e registo das actividades realizadas no Centro Internacional.

“É uma plataforma que vai servir para a troca de experiências e de registo dos anseios e dos objectivos alcançados no contexto do Centro Internacional. Ao longo da nossa prática há muita matéria de segurança, muitos conselhos, que agora podem ficar registados por escrito”, apontou.

A publicação pode ser consultada livremente através do endereço http://vooavela.mogadouro.pt. A primeira edição já está acessível, as outras saíram trimestralmente, acompanhando as estações do ano.

“O voo à vela está muito ligado à meteorologia, ao clima e à natureza, factores que têm muita influência neste desporto. A primavera é o início da época de voos, o verão é a estação por excelência para voar, o Outono é a conclusão dessa estação alta e o inverno é o momento para a escola, para tratar dos planadores, fazer as revisões técnicas e para os alunos continuarem as suas aulas”, explicou Artur Gonçalves.

Moraes Machado, presidente da autarquia, entende que esta publicação vai consolidar o trabalho que o Centro Internacional tem vindo a desenvolver, destacando a importância do mesmo na divulgação do concelho e na atracção de pilotos de todo o país e Europa à localidade. A partir daqui, o objectivo é tornar o Centro “mais conhecido” e “aumentar o número de alunos”.

A aposta será também na formação de pilotos do concelho de Mogadouro para que, no futuro, sejam eles os impulsionadores da escola e os seus protagonistas. 

25 de Abril de 2010

 

 

A Associação de Municípios do Douro Superior está a organizar o 11º Raid TT Turístico. Programado para os dias 7, 8 e 9 de Maio, o Raid arranca com a recepção dos participantes em Freixo de Espada à Cinta com o “Roteiro Manuelino” e entrega de navegação com carta militar para a prova de orientação nocturna.

Antes disso, porém, os participantes vão poder experimentar as iguarias gastronómicas da D. Mariazinha, num jantar servido na Casa do Conselheiro.

A prova nocturna termina com uma ceia repleta de muito boa disposição, servida na matriz do vinho “Montes Ermos”. As dormidas estão marcadas para Freixo de Espada à Cinta e para a Aldeaduero, do outro lado da fronteira.

No dia seguinte, está programado um percurso TT por terras de Freixo,  Mogadouro e Miranda do Douro. o início da etapa será em Freixo de Espada à Cinta, na zona histórica, uma das mais ricas em património manuelino, com referência à Igreja Matriz e ao seu pórtico e à octogonal Torre do Galo.

O percurso seguirá depois pela Mata do Palão, Quintas da Macieirinha, continuando pela aldeia de Castelo Branco, já no concelho de Mogadouro, Serra da Figueira, Zava, na plataforma topográfica da Meseta, de perto com os Picos de Mogadouro. Já na vila de Mogadouro haverá ainda tempo para uma visita ao castelo, monumento nacional do século XII, concedido, em 1297, pelo rei D. Dinis à Ordem dos Templários.

O penúltimo dia do programa é dedicado a Miranda do Douro com passagem pelas aldeias de Vilariça, visita ao miradouro da Serra da Castanheira, Sanhoane, paragem na Vila de Sendim para uma visita guiada à terra do Mirandês, ao artesanato e à Casa do Pauliteiro. Continuação por Vila Chã de Braciosa e Cércio, seguindo em direcção à cidade de Miranda do Douro, para pernoitar e jantar com um programa de animação pelos Musica Tradicional do Planalto Mirandês.

O jantar é posta à mirandesa, como não podia deixar de ser, entre outras iguarias do Planalto, servidas pelo restaurante “O Mirandês”.

O último dia é dedicado inteiramente a Miranda do Douro, com uma visita guiada ao centro histórico da cidade e ao Museu Terras de Miranda, a que se segue o cruzeiro ambiental e o almoço de encerramento na estalagem de Santa Catarina.

Miranda do Douro aderiu recentemente à Associação de Municípios do Douro Superior, podendo assim ir de encontro aos interesses defendidos por ambas as instituições e que passam por algumas acções desenvolvidas no âmbito do Douro e que só são possíveis com o Douro integrado.

 

Fotos: Direitos Reservados

 

09 de Março de 2010

 Um morto e um ferido, foi o resultado de um acidente, ontem, na EN216, em Mogadouro. Na curva da Fonte das Três Bicas, o camião articulado caiu para o lado direito. O ajudante do motorista morreu esmagado. A remoção do veículo demorou mais de dez horas.

A vítima mortal é Anselmo do Rosário, de 29 anos, residente em Resende e era ajudante do camionista. O condutor do camião, de 25 anos, residente em Valongo, sofreu alguns ferimentos. Mas, após ver o estado em que o companheiro de viagem ficou, entrou em estado de choque, tendo sido levado para a Urgência do Centro de Saúde Mogadouro.

O acidente aconteceu na curva da Fonte das Três Bicas, em sentido ascendente, tendo o camião articulado tombado para o lado direito da via. No local, não eram visíveis marcas de travagens, situação que deixou as autoridades e bombeiros sem resposta para o sucedido. O veículo pesado pertence a firma transportes António Frade, com sede em S. Julião do Tojal, Loures, e estava ao serviço do Minipreço.

Segundo António Salgado, comandante dos bombeiros de Mogadouro, "foi um acidente aparatoso. A curva é bastante apertada, o que levou a que o tractor de reboque tenha um comportamento imprevisível caso se accione o travão. A remoção do veículo é uma tarefa complicada, já que houve recursos a vários meios, no sentido de voltar a colocar o camião sobre rodas e não provocar danos avultados na sua estrutura".

Ao que foi possível apurar, a empresa de transportes está certificada desde 2002 e opera há cerca de 20 anos. Nas operações de socorro estiveram envolvidos 14 bombeiros das corporações de Mogadouro e Sendim, apoiados por cinco viaturas e duas retroescavadoras.

 

Fonte: JN

 



Posts mais comentados
Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO