Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
04 de Outubro de 2012

O vale do Baixo Sabor, paisagem que será irrecuperávelmente submersa pela construção de uma barragem hidroelétrica, é o local escolhido pelo "Causas" para a realização de um workshop fotográfico já nos dias 12, 13 e 14 de Outubro.

Os Workshops de Fotografia CAUSAS têm como objectivo primordial envolver os participantes no contato e na promoção de diversas culturas, assim como de património humano e natural, através da formação e valorização fotográficas.

Pelo ensino da fotografia e contato com essas culturas, os workshops são orientados com um objectivo específico de uma causa, onde a divulgação final terá também um papel importante. Os participantes terão a oportunidade de mostrar através da sua arte e técnica fotográficas estas CAUSAS, essas gentes e esses lugares, através de Fotografias de Autor assinadas e publicadas em diversos suportes.

 

O programa é de dois dias de workshop, com dormida na Casa das Quintas, uma unidade de turismo rural de Mogadouro, e jantar incluído. Os interessados podem, no entanto, optar apenas pela inscrição nos workshops, um ou dois dias.

 

As inscrições estão abertas até ao dia 8 de Outubro e podem ser feitas através de e-mail ou telefone. Mais informações aqui: http://causasphoto.wordpress.com/

26 de Abril de 2010

O secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos, reiterou hoje que a introdução deportagens nas SCUT a partir de 01 de julho é uma "questão de justiça".

Paulo Campos, que falava à margem de uma visita às obras da Barragem do Sabor, em Torre de Moncorvo, salientou que esta medida "faz sentido" e salientou que é "justo que não sejam todos os portugueses mas sim os que utilizam as estradas que paguem o custo dessas estradas".

Confrontado com a ameaça dos utilizadores das SCUT (vias sem custos para o utilizador), de virem para a rua manifestar-se a partir do dia 10, o governante referiu que "é legitimo" que quem não gosta da medida possa protestar contra ela".

"Um Governo provavelmente não gostaria de tomar estas opções, mas elas são tomadas em nome da justiça. A nossa preocupação não é travar a mobilização mas sim fazer justiça", frisou.

Para Paulo Campos, não "é justo que os portugueses que não têm carro ou que circulam noutras estrada onde pagam que estejam a contribuir para que essa estrada seja paga.

O Governo pretende avançar com a introdução de taxas nas autoestradas sem Custos para o utilizador (SCUT), na Concessão SCUT Norte Litoral, na Concessão SCUT Grande Porto e na Concessão SCUT Costa da Prata, conforme consta no Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC).

 

Fonte: Lusa

publicado por Lacra às 16:33
04 de Julho de 2009

 O Governo dá luz verde ao abate de sobreiros na barragem do Baixo Sabor. É um dos últimos despachos do ministro Manuel Pinho, que decreta a barragem uma obra de "imprescindível utilidade pública".

 

O diploma, publicado hoje em Diário da República alega que, em nome da política energética nacional e da criação de postos de trabalho, a dona da obra, a EDP, pode avançar e abater todos os sobreiros e azinheiras, jovens e adultos, numa área superior a 200 hectares.

Ouvido pela Renascença, Eugénio Sequeira, da Liga para a Protecção da Natureza, mostra-se indignado e diz que esta é apenas uma forma de contornar a lei que protege estas espécies. Mas há outras mais importantes que vão ser destruídas, “para quase nada”.

Eugénio Sequeira lamenta abate de sobreiros no Baixo Sabor

O abate de sobreiros e azinheiras não estava previsto no estudo de impacto ambiental da barragem, daí este despacho do Governo. Em contrapartida, a EDP deve plantar cerca de 300 hectares de novas azinheiras e sobreiros noutras zonas.

 

05 de Junho de 2009

A EDP foi obrigada a alterar o plano de acessos à obra da Barragem do Baixo Sabor, depois de ver reprovada pelos organismos oficiais competentes uma proposta que fazia passar centenas de camiões pela área de protecção de um monumento nacional.

Segundo confirmou à agência Lusa Paula Silva, a directora dos bens culturais da Direcção Regional de Cultura Norte (DRCN), a proposta da EDP foi "rejeitada" porque "havia uma aproximação grande e pesada ao sítio arqueológico".

O sítio em causa é conhecido pelas "Ruínas de Vila Velha da Vilariça", um antigo povoado medieval, classificado monumento nacional, em 1992, há 17 anos.

publicado por Lacra às 10:37



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO