Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
15 de Novembro de 2010

 

 

 

A partir da meia-noite de hoje e até ao dia 20 de Novembro, as fronteiras entre Portugal vão estar encerradas e sujeitas a controlo devido à cimeira da Nato, que se realiza em Lisboa. No distrito de Bragança, a principal fronteira, a de Quintanilha, vai fiscalizar todos os veículos e cidadãos que entrem em Portugal.

O trânsito vai ser desviado para a estrada nacional 122, sendo que a nova Ponte Internacional estará encerrada e impedida com obstáculos físicos. Ao todo vão estar 115 operacionais de serviço, diariamente, a par com o controlo aéreo que será feito por um helicóptero, desde o distrito da Guarda até Bragança. Já nos pontos de passagem, como seja, Rio de Onor, Portelo, Fontes, Bemposta, a GNR fará o controlo móvel, sendo que também o SEF terá uma equipa móvel disponível a ir a qualquer ponto do distrito, sempre que necessário.

Segurança é a palavra de ordem num momento que é excepcional para o país, conforme apontou Jorge Gomes, Governador Civil do distrito de Bragança. “Portugal recebe um grande evento e tem que mostrar a todo o mundo que é um país seguro. As medidas são, por isso, excepcionais e destinam-se a evitar qualquer problema”, notou.

Esta é uma medida que suspende, temporariamente, o acordo de Schengen, que prevê a livre circulação de pessoas no espaço geográfico da União Europeia. Segundo o regulamento deste acordo, o controlo nas fronteiras pode ser reintroduzido “a título excepcional e durante um período de tempo limitado, em caso de ameaça grave à ordem pública e à segurança interna”.

O Governo justifica este controlo na fronteira com a “necessidade de garantir a segurança” durante a cimeira da NATO, que começa dia 19, e que termina dia 20 de Novembro. É que, durante estes dias, Lisboa recebe a representação, ao mais alto nível dos 28 Estados-membros, restantes países parceiros e organizações participantes na cimeira, num evento de enorme dimensão, complexidade e visibilidade mediática.

“É necessário prevenir a entrada no país de cidadãos ou grupos referenciados como habituais causadores de conflitos ou alterações da ordem pública ou cujos comportamentos sejam susceptíveis de comprometer a segurança dos cidadãos nacionais e dos cidadãos estrangeiros que, por força deste evento, acorrerão ao nosso país", diz a resolução.

A entidade responsável pelo controlo é o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), podendo, no entanto, ser assistido por outras forças e serviços de segurança.




Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
16
26
27
28
blogs SAPO