Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
20 de Outubro de 2010

A unidade hospitalar de Bragança pode vir a entrar novamente em obras. Em causa está a necessidade de proceder a obras de requalificação do bloco operatório e do internamento de agudos do serviço de Medicina Interna, num valor global superior a dois milhões de euros.

A necessidade destas obras foi frisada pelo próprio presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar, Henrique Capelas, durante a cerimónia de inauguração da Unidade de Cuidados Continuados de Macedo de Cavaleiros, como forma de “prosseguir o trabalho de reabilitação hospitalar”.

Aproveitando a presença do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, o presidente do Centro Hospitalar notou que “um euro investido no interior tem um efeito multiplicador”.

“No que diz respeito ao internamento, com cerca de um milhão de euros já conseguiríamos ter um hospital com excelente qualidade de prestação de serviço”, acrescentou Henrique Capelas, adiantando ainda a necessidade de “requalificar o bloco operatório”.

Um pedido a que o responsável governamental se mostrou sensível: “temos clara noção que as obras referidas são muito importantes, até do ponto de vista técnico”. No entanto, será necessário “encontrar soluções”.

“Todos conhecem as dificuldades, mas, apesar das condições orçamentais difíceis, tenho expectativas que, em 2011, possamos concretizar esses projectos”, afirmou Manuel Pizarro.

 

Cuidados Continuados com taxa de ocupação de 90 por cento

Manuel Pizarro esteve em Macedo de Cavaleiros para inaugurar a Unidade de Cuidados Continuados daquela unidade hospitalar. A funcionar há um ano, esta é a única unidade do distrito que integra a valência de cuidados de convalescença e cuidados paliativos.

Num espaço com 1200 metros quadrados, com 18 camas disponíveis, oito delas para cuidados paliativos, ali foram investidos dois milhões de euros. A expectativa, agora, é que o distrito possa ser novamente contemplado, dentro do plano governamental que prevê a criação de mais 77 unidades de cuidados continuados.

“Até 2013, o Governo prevê criar mais 77 Unidades de Cuidados Continuados, com mais duas mil camas. Esperamos que o Nordeste Transmontano possa ser contemplado, uma vez que é um dos distritos mais envelhecidos do país”, apontou Henrique Capelas.

O responsável governamental aproveitou ainda para inaugurar a unidade de internamento de Pediatria, em Bragança, que foi alvo de obras profundas de requalificação. 

 

 

publicado por Lacra às 09:24



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
16
23
24
26
30
31
blogs SAPO