Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
18 de Outubro de 2010

Estudantes estrangeiros com maior facilidade em aceder às matriculas através de nova plataforma electrónica desenhada pela Universidade de Aveiro em parceria com o SEF


 

Os estudantes do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), provenientes de países não comunitários, já não vão ter de passar por tantos processos burocráticos para efectuarem a sua matrícula. O IPB implementou um sistema electrónico, o ISU - Interface SEF Universidade, que, na hora da matrícula, fornece de imediato a situação em que o cidadão estrangeiro se encontra, eliminando várias idas ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), sempre que tudo está em ordem.

O ISU foi desenhado pela Universidade de Aveiro, em parceria com o SEF, onde já funciona no âmbito de um projecto piloto. A nível nacional, o IPB foi a primeira instituição a implementar esta plataforma electrónica,as ce﷽﷽﷽﷽﷽tando esta plataforma electronica,rimeira be sua implementaçao,nteiras, sempre que tudo est o que ºe bipa de dois alun permitindo aos mais de 250 estudantes estrangeiros uma maior rapidez e agilização dos processos formais necessários à efectuação da matrícula, como notou Sobrinho Teixeira, presidente da instituição.

“É um sistema que vai evitar, sobretudo, perdas de tempo e vai traduzir-se numa maior qualidade de vida para quem vem de fora”.

Segundo o director nacional do SEF, Manuel Palos, sem este sistema, os cidadão estrangeiros que pretendessem matricular-se no ensino superior, teriam de passar primeiro pelos serviços do SEF a pedir uma certidão.

“Com este sistema, esse procedimento não faz sentido, uma vez que, através da consulta directa que a instituição nos faz, é dada a informação se o cidadão se pode, ou não, matricular, bastando estar munido do visto”, explicou Manuel Palos.

As vantagens são, sobretudo, do cidadão, mas também dos próprios serviços das entidades envolvidas, neste caso o SEF e o IPB, que vêm o seu trabalho facilitado, com maior rapidez e segurança.

A cerimónia oficial de lançamento deste programa realizou-se na semana passada e contou com a presença de diversas entidades, entre elas a secretária de Estado da Administração Interna, Dalila Araújo.

No entender da responsável governamental, este é um projecto que se insere na política de imigração seguida pelo Estado e que assenta em três pilares, conforme adiantou: “regularização do cidadão estrangeiro em Portugal; combate à criminalidade; e políticas de integração”.

“Este é um instrumento de regularização e integração do cidadão estrangeiro que procura o nosso país para estudar”, considerou.

O programa ISU vai agora ser estendido aos vários politécnicos e universidades que demonstrem interesse e que desenvolvam os procedimentos necessários para a implementação do mesmo. A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) deve ser a próxima a aderir e implementar o ISU.

 

publicado por Lacra às 08:58



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
16
23
24
26
30
31
blogs SAPO