Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
06 de Outubro de 2010

A barragem de Veiguinhas foi alvo de um novo estudo de impacto ambiental tendo em vista a obtenção de uma declaração favorável que permita o arranque do empreendimento, previsto há mais de vinte ano como a “solução” para os problemas de abastecimento de água no concelho.

Este novo estudo deixa em aberto três soluções para avaliação: a construção da barragem de Veiguinhas, o transporte de água do Azibo para Bragança ou a bombagem de água da barragem de Gostei para tratamento na Estação de Montesinho. De todas as soluções, a barragem de Veiguinhas surge como a opção mais viável, em termos financeiros, com um investimento avaliado na ordem dos sete milhões de euros.

No entender de Jorge Nunes, presidente da autarquia, Veiguinhas é, como há vinte anos, “a solução economicamente mais aceitável e ambientalmente mais favorável”. Segundo indicou, as outras soluções ficam na ordem dos 23 milhões de euros e os 30 milhões de euros.

“Veiguinhas continua a ser a solução mais amiga do ambiente, quer sob o ponto de vista da construção, quer sob o ponto de vista da exploração”, considerou o autarca brigantino.

O problema do abastecimento de água à cidade, caso não seja resolvido, pode vir, no futuro, a colocar Bragança numa situação de ruptura total o que, num cenário que o autarca nem quer imaginar, colocaria até vidas humanas em risco, uma vez que “não haveria meios no país para fazer face a uma situação destas”.

“Hoje as secas são mais prolongadas e frequentes, pelo que ter uma reserva estratégica de água para Bragança é uma exigência sob o ponto de vista do desenvolvimento e da sustentabilidade do futuro do concelho”, apontou.

Recorde-se que, no Inverno de 2004/2005, Bragança enfrentou uma situação de emergência, com as reservas de água a atingirem limites mínimos, obrigando a câmara a recorrer ao transporte de água por camiões - cisterna.

A expectativa do autarca é que seja tomada uma decisão que dê o parecer positivo a Veiguinhas. O processo está a ser conduzido pelas Águas de Trás-os-Montes, entidade a quem cabe a responsabilidade do financiamento da obra. No entanto, caso haja algum condicionamento, em termos de investimento público, Jorge Nunes assume que a câmara teria capacidade para assumir o projecto, através de opções que permitissem direccionar recursos para esse investimento, considerado como “prioritário”.

publicado por Lacra às 08:35



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
16
23
24
26
30
31
blogs SAPO