Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
18 de Abril de 2010

Uma das figuras de grande importância para a história da arte em Portugal, sem dúvida encontra-se em um mestre, PAULO JOSÉ FERNANDES LOPES. Transmontano, nascido em Carção/Vimioso, uma vila ou aldeia milenar, o que atraiu esse ilustre mestre a encarar os estudos e concentrar-se em todas as artes seculares desde a época dos Celtas, da antiga Lusitânia, dos romanos, mouros, da era inicial do Portugal arcaico, ao Portugal moderno e deste maravilhoso e eterno Portugal do presente.

Paulo José Fernandes Lopes, nascido nessa terra maravilhosa de Carção, Trás-os-Montes, a qual traz em seu bojo histórias fantásticas desde quase 3.000 anos, vivenciadas pelos Celtas e através dos tempos por outras etnias, teve momentos históricos fantásticos, como a expulsão dos judeus e dos mouros no século XVI, no qual para ficarem em Portugal ocasionou a mudança de seus nomes, optanto essas raças por nomes de plantas, frutas e animais pelo judeus, e locais, profissões e o prefixo "AL" pelos mouros, tornando os seus nomes de nascimento em nomes conhecidos em Portugal até a data presente.

Na sua formação academica, Paulo José Fernandes Lopes tem um "currículo" extenso, mostrando a todos nós a sua vida intelectual, após passar por várias escolas, de 2000 a 2004, Escola Superior de Educação Jean Piaget/Nordeste, como em 2002 na Escola EB de Rebordãos-Bragança, curso de Prática Pedagógica, licenciatura em educação visual e tecnológica, como também na Escola EB de Vale da Porca/Macedo de Cavaleiros e de Vimioso, todos do mesmo estudo. Em 2004, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, alcançou o MESTRADO, com a dissertação de "O Barroco de estilo Nacional na Região da Terra Fria-Concelhos de Bragança, Miranda do Douro, Vimioso e Vinhais". E desde Setembro de 2008, que irá até Setembro de 2010, "Doutouramento" com as dissertações do "Barroco de estilo nacional na Diocese de Bragança, Miranda do Douro- Concelhos de Freixo de Espada à Cinta, Mogadouro, Torre de Moncorvo, Bragança, Miranda do Douro, Vimioso, Vinhais, Alfândega da Fé, Carrazeda de Ansiães, Macedo de Cavaleiros, Mirandela e Vila Flor".

Desde o ano de 2005, Paulo vem transmitindo a sua intelectualidade para as novas gerações, embora ele tenha tão somente 32 anos de idade, já é um conhecido mestre da história da arte em Portugal, lecionando em vários estabelecimentos escolares e nos Açores em 2005 e 2006, na Escola Básica da Lagoa, lecionou "Educação Visual e Tecnológica", e lá mesmo nos Açores de 2006 a 2007, lecionou Educação Artística e Tecnologia na Escola Secundária Domingos Rebelo, em Ponta Delgada, como também de 2007 a 2008 nos Açores na Escola EBI da Maia em São Miguel lecionou Educação Visual e Tecnológica, e agora desde Setembro de 2009, como professor e Diretor de turma, leciona também Educação Visual e Tecnologica, na Escola E.B. 1.2.3.S de Mogadouro.
Nas suas atividades literárias e sociais, Paulo José Fernandes Lopes, tem um extenso curriculo, como seja: de 2000 a 2006, foi dirigente do Centro Desportivo e Cultural de Carção, em 2002, fundou a ASSOCIAÇÃO CULTURAL DOS ALMOCREVES DE CARÇÃO, onde de 2002 a 2004 foi o seu presidente, em 2002 fundou a revista "ALMOCREVE - UM RETRATO DAS GENTES DE CARÇÃO", sempre participando em todas edições anuais dessa revista, com editoriais, artigos, crônicas e toda a arte necessária para essa fantástica revista, uma revista de primeiro mundo. Em 2003, na Escola Superior de Educação Jean Piaget/Nordeste, com as "Primeiras Jornadas de Cimema Científico", onde participou também em 2003 na "Concepção e realização dos materiais de suporte para o encontro internacional-educação, políticas educativas e multiculturismo", como também em 2004, nessa escola superior, atividades da Feira da Saúde inserida no programa "Macedo Mostra" e ainda na "Ação de Formação do profissionalismo docente-concepções e práticas de formação e em 2005, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, com o VII Colóquio Luso-Brasileiro de História da Arte.

Nas suas competências técnicas, tem aptidões artísticas na Educação, Arte, História, Design, Política, Economia, Marketing, Música, Desporto, Informática e Ciências.
Como dirigente e editor da revista ALMOCREVE, escreveu artigos e editoriais sobre temas como: O culto de Judeus em Carção; Igreja de Santa Cruz; Inquisição - Poder Politico em nome de Deus; A Naveta e o Turibulo de Carção; Carção, um lugar central de comércio na segunda metade do século XX; Cultura Popular. Em Agosto de 2008, fez o Prefácio do livro Carção, a Capital do Marranismo" de António Júlio Andrade e Maria Fernanda Guimarães.

Como vemos estamos diante de um "Mestre de História da Arte em Portugal", transmitindo e criando associações e revistas culturais e participando com editoriais e artigos, crônicas, prefácios, lecionando nos mais lindos recantos desse nosso Portugal, estudando e formando-se em uma das maiores universidades do mundo, a grandiosa "Faculdade de Letras da Universidade do Porto" e nós aqui no Brasil, recebemos e transmitimos e enviamos as revistas por ele editadas para todos os recantos deste grande Brasil, como também, o nosso maravilhoso jornal Mundo Lusíada publicou e estampou fotos dessa maravilhosa revista "Almocreve", criação dessa magistral figura do mestre PAULO JOSÉ FERNANDES LOPES, para honra e glória do nosso querido e eterno PORTUGAL.

 

Adriano da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

 

Fonte: Mundo Lusíada



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
blogs SAPO