Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
05 de Abril de 2010

Os moradores do Bairro do Fundo da Veiga, em Bragança, exigem que a Refer reponha o pavimento da antiga ponte do comboio permitindo, assim, a passagem pedonal entre o bairro, da freguesia de Gostei, e a cidade.

Numa manifestação que juntou cerca de meia centena de pessoas, no passado sábado, os moradores exigiram dos responsáveis a reposição do pavimento e das condições de segurança do local, queixando-se do abandono a que a Refer votou aquela estrutura.

“Queremos a ponte reaberta e com condições de segurança. O que fizeram foi ainda pior”, apontava João Granadeiro, um dos organizadores do protesto. É que, há cerca de um mês, o irmão de João Granadeiro terá caído da ponte ao rio Fervença, na sequência, alegadamente, do mau estado da travessia.

A Refer terá então decidido retirar o pavimento e impedir a passagem com a colocação de umas travessas de metal à entrada da ponte. Ainda assim, há quem se arrisque a atravessar a ponte, encurtando assim o caminho entre o bairro e a cidade mas colocando a vida em perigo, como aconteceu durante o protesto.

“Há sempre quem se arrisque mas eu não passo aí porque está um perigo”, apontava Abílio Alves, um dos moradores do Bairro. O idoso contou ainda que depois do encerramento da travessia teve já de pagar um táxi para ir à cidade.

“Pela ponte demorava cerca de meia hora a chegar à farmácia. Agora, se fosse a pé, demorava aí uma hora ou mais”.

É que o bairro fica num enclave entre o Bairro dos Formarigos e a Rua Conde de Ariães, sendo que, para quem se desloca a pé, a forma mais rápida de chegar à cidade seria mesmo atravessando a ponte.

A câmara de Bragança, aquando do acidente que vitimou um morador, solicitou à Refer que garantisse as condições de segurança daquela infra-estrutura. No entanto, conforme explicou o autarca, Jorge Nunes, a câmara não pode intervir naquela travessia.

“A solução adequada, do meu ponto de vista, seria a reposição do pavimento, mas a Refer agiu de forma irracional”, acusou, recordando que o “erro” vem já desde 1997, altura em que a câmara e a empresa decidiram pelo arrancamento dos carris da ponte.

“Há um erro cometido pela Refer, em 1997, e validado, na altura, pela autarquia, que permitiu o arrancamento dos carris e da estrutura da ponte. A Refer, do muito dinheiro que desperdiça e da muita subvenção que recebe do Estado para alimentar linhas que deviam ter rentabilidade e não têm, não gastou aqui uma micro migalha para assegurar as condições de segurança na passagem daquela via”, acusou.

Ainda que admitindo que os benefícios da passagem, Jorge Nunes recomenda “paciência” e a não utilização da ponte pois “é da conta própria o risco que estão a correr”.

“A câmara não vai intervir numa infra-estrutura que é da responsabilidade da Refer e também não recomendamos às pessoas que a utilizem porque hoje têm melhores condições de acessibilidade do que tinham há algum tempo atrás”.

O autarca acusa ainda a empresa de ter “abandonado a região” e de ter “atitudes que não são recomendáveis” e que são próprias de “quem está em Lisboa e esquece o resto do país”.

Os moradores do Bairro do Fundo da Veiga prometem não desistir e, depois do protesto, está já pensada a recolha de assinaturas a exigir a reposição do pavimento da ponte. Não conformados com a decisão da Refer, os moradores prometem ainda encetar contactos com as várias entidades locais no sentido de pressionar a Refer a requalificar a via.

publicado por Lacra às 11:25



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
blogs SAPO