Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
03 de Fevereiro de 2010

 Vulnerabilidade de emprego, insucesso escolar, pouca qualidade educativa – são apenas alguns dos problemas detectados por João Dias da Silva, presidente do Sindicato dos Professores da Zona Norte, numa visita efectuada aos concelhos de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Vinhais.

O responsável sindical andou dois dias pela região e verificou que a maioria dos problemas que aqui se fazem sentir, são idênticos aos que se registam na generalidade do país. No entanto, na região, grande parte dos problemas parecem estar associados ao “significativo decréscimo populacional”.

Com a diminuição do número de alunos e a concentração escolar, começou-se a sentir maior vulnerabilidade de emprego ao nível da docência. Ao mesmo tempo, aumentaram as distâncias que os alunos têm de percorrer para chegar à escola, bem como o tempo de espera pelos transportes. O sindicalista apontou ainda a baixa qualificação da generalidade das famílias como outro dos factores que se traduz no insucesso escolar, fortemente sentido na região.

João Dias da Silva considera, no entanto, que é possível alterar este cenário e pretende mesmo reunir com o Governo e apresentar algumas soluções a ter conta. Entre elas, o responsável considera que é preciso “acabar com a inversão das prioridades no trabalho exigido aos professores”. O sindicalista considera que, actualmente, os “aspectos complementares e acessórios” são mais valorizados que o trabalho lectivo e alerta para a necessidade de “eliminar as componentes burocráticas e administrativas”, acabando com a “desconfiança” da administração para com os professores.

A reorganização dos currículos educativos foi outra das propostas apresentadas pelo dirigente do SPZN. João Dias da Silva diz que é necessário reforçar as disciplinas com menos carga horária e deu o exemplo de disciplinas, como História, terem uma carga lectiva de 90 minutos por semana para alunos do 8º e 9º ano.

A autoridade dos professores também deve ser reforçada, no seu entender, lembrando ainda que “os professores não são a resposta para todos os problemas sociais que acontecem nas escolas”.

O sindicalista lembrou ainda que o sucesso escolar “não deve ser um mero indicador estatístico” e que é necessário encontrar “soluções de equilíbrio” que possam dar resposta às exigências dos professores e também às exigências da região.

“Lá porque se está numa região com mais dificuldades, não quer dizer que se tenha de baixar o nível de exigência dos alunos, até para que estes se possam inserir com sucesso no mercado de trabalho”, disse.

João Dias da Silva visitou o distrito de Bragança durante dois dias, 1 e 2 de Fevereiro, e contactou com vários professores e autoridades locais.

O SPZN é o mais antigo sindicato do país. Integra a União Geral de Trabalhadores (UGT) e a Federação Nacional dos Sindicatos da Educação.

 



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
blogs SAPO