Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
10 de Novembro de 2010

A Semana do Caloiro começou, ontem, marcada pelo luto em memória da estudante da Escola Superior Agrária, atropelada mortalmente, na semana passada, junto ao campus académico. Depois da missa na catedral e de um desfile das tochas marcado pelo pesado silêncio, os estudantes receberam os caloiros com a actuação das Tunas, num concerto que foi, também, de homenagem.


Hoje a noite fica a cargo dos Orelha Negra, uma banda que segue as novas tendências da música portuguesa e do hip-hop. Depois é a vez dos Nu Soul Family e, no dia 12, do Arraial Popular e de outras bandas de música portuguesa, sendo de assinalar que, pela primeira vez, o Quim Barreiros não marcara presença.

Os Santos e Pecadores fecham, no dia 13, a Semana do Caloiro, com a apresentação do seu novo álbum.

 

Os preços dos bilhetes, para estudantes, variam entre os cinco e os 11 euros, sendo que a pulseira tem um preço de 28 euros. Para não estudantes, os preços variam entre os 7 e os 13 euros, com a pulseira a custar 35 euros.

publicado por Lacra às 09:52

O Teatro de Bragança tem em destaque, até Sábado, dia 13 de Novembro, a peça de teatro “A Menina do Mar”, baseada no conto de Sophia de Mello Breyner. Com várias sessões agendadas especialmente para o público infantil do ensino pré-escolar e do 1º e 2º ciclo, esta é uma peça encenada por Joana Providência e que conta com a dramaturgia de Helena Genésio, directora do Teatro de Bragança.

A “Menina do Mar” conta-nos uma história de amizade, entre um rapaz e uma menina. Um rapaz que mora numa casa na praia e que é apaixonado pelo mar e tudo o que nele existe. E uma menina que vive no fundo do mar e tem enorme curiosidade por tudo o que existe na terra. O encontro acontece proporcionando uma viagem por dois mundos tão diferentes numa bela história de amizade onde não falta a imaginação e criatividade permitindo entrar num mundo de fantasia.

Escrita em prosa poética, “A Menina do Mar” é um texto emblemático da literatura infanto-juvenil que alimenta no leitor e no espectador a sede do sonho e do maravilhoso.

A peça tem estado em exibição desde o dia 9 de Novembro, em duas sessões. A última é no dia 13 de Novembro, às 15h00.

publicado por Lacra às 09:14

É mais um prémio, a nível nacional, para os estudantes e professores do Instituto Politécnico de Bragança. Desta feita, um grupo de duas alunas de Arte e Design, do 2º ano, e dois docentes da Escola Superior de Educação, venceram o Concurso Prémio Inovação Valorpneu 2010 com o trabalho “Labirinto”.

O objectivo do concurso visava o desenvolvimento de novas soluções para o destino sustentável dos pneus usados em Portugal, garantindo o incentivo e dando visibilidade ao trabalho de investigação realizado em estabelecimentos de ensino superior.

Ana Arribas e Cátia Fernandes, alunas, acompanhadas por Carlos Costa e Jorge Morais, apresentaram um projecto que consiste na construção de um labirinto para um espaço público, reutilizando cerca de 650 pneus em fim de vida.

O Prémio Inovação Valorpneu 2010 tem o valor monetário de 7.500 Euros e contempla a atribuição de um estágio profissional para o seu vencedor.

 Os trabalhos candidatos enquadram-se nas áreas de Engenharia, Arquitectura ou Design, sendo objectivo que apresentem soluções inovadoras que contribuam para a sustentabilidade económica e ambiental do sistema integrado de gestão de pneus usados (SGPU) gerido pela Valorpneu.

Os destinatários do Prémio Inovação Valorpneu 2010 são os estudantes do ensino superior nacional, universitário ou politécnico, de estabelecimentos públicos ou privados que tenham ou estejam a desenvolver trabalhos ao nível dos graus de Bacharelato, Licenciatura, Mestrado, Doutoramento ou Pós-graduação e, ainda, os jovens investigadores de outras entidades do sistema científico nacional público com, à data de finalização do trabalho de investigação, idade inferior a 35 anos.

A ValorPneu atribuiu o prémio à equipa do IPB que, irá receber o prémio hoje e amanhã, numa cerimónia no Funchal.

publicado por Lacra às 08:54
tags: ,

O Azeite de Trás-os-Montes (Denominação de Origem Protegida) DOP continua a arrecadar prémios a nível nacional e internacional. Desta vez foi o Azeite Porca de Murça que conseguiu a distinção de um dos melhores azeites do mundo. O Lote 50, da Cooperativa Agrícola dos Olivicultores de Murça arrecadou uma medalha de prata do prestigiado concurso internacional de azeites – “Los Angeles International Olive Oil Competition 2010”, onde estiveram presentes 477 azeites de 318 produtores de todo o mundo.

Também o Azeite João das Barbas, produzido e comercializado por Constança Doutel de Andrade venceu um prémio internacional ao classificar-se no segundo lugar da Categoria Virgem Extra DOP do “Primo Campionato del Mondo Olio Extravergine di Oliva – Expo Shangai 2010”.

A região transmontana está, ainda, representada com nove produtores no Guia Flos Olei 2011, promovido pelo famoso provador de azeite Marco Oreggia, são eles: Maria Constança Doutel de Andrade; Quinta do Crasto; Clemente Meneres, João Pinheiro Paulo; Tetribérica – Agricultura Biológica; Quinta Vale do Conde; Cooperativa de Olivicultores de Valpaços; Hernâni Verdelho; Produção e Comercialização de Vinhos e Azeites Viaz.

Uma presença que é destacada pela Associação de Olivicultores de Trás-os-Montes e Alto Douro (AOTAD) que, em comunicado à imprensa, indicam que tal representa “uma enorme responsabilidade” que é preciso continuar a garantir para que o azeite regional e nacional se continue a “credibilizar” nos “mercados que valorizam a credibilidade”.

Os diferentes prémios, internacionais e nacionais, que o Azeite de Trás-os-Montes DOP tem vindo a arrecadar, sobretudo nestes últimos dois anos, são, no entender da AOTAD, “a prova que os olivicultores estão a promover uma nova abordagem empresarial ao olival, adoptando boas práticas de cultivo, antecipando a campanha e entregando a azeitona em boas condições de laboração.

A AOTAD considera que o apoio e a dispersão de informação e a formação do Painel de Provadores de Azeite de Trás-os-Montes “tem sido fundamental para garantir e identificar os lotes de azeite de qualidade superior” e enaltece o trabalho dos embaladores que, gradualmente, “têm assumido o risco e o investimento na certificação DOP, na promoção e presença em concursos internacionais que, ao contrário do que se pensa, não são gratuitos”.

Ainda assim, continuam a existir lacunas que a AOTAD considera “lamentáveis”, desde logo o facto de não existir em Portugal uma “interprofissional do azeite que assuma a valorização e protecção desta qualidade e da fileira”. Também ainda não estão publicadas nem regulamentadas as alterações ao Regulamento CE 1019 que determina a indicação do país de origem nos rótulos de azeite.

Outra das críticas é que a denominação “azeite” seja “designação comercial de azeite refinado misturado com azeite virgem extra” e que “Portugal seja o único país produtor de azeite da Europa que não participa institucionalmente em certames como a “SlowFood” de Turim”.

publicado por Lacra às 08:51



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
16
26
27
28
blogs SAPO