Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
31 de Agosto de 2010

Uma mulher morreu ontem na sequência de um acidente que ocorreu durante a tarde na EN15, num local conhecido como “recta de Rebordãos”, concelho de Bragança.

A vítima ainda foi evacuada de helicóptero para o Porto, mas acabou por falecer.

 

Uma colisão frontal entre duas viaturas causou cinco feridos: três graves e dois ligeiros, sendo que um deles era uma criança.

Uma das viaturas envolvidas acabou por capotar na via.

 

A vítima mais grave deste acidente, com 31 anos, seguia neste carro e teve de ser desencarcerada.

Estava acompanhada de um filho de 10 meses que também teve de ser retirado de dentro da viatura.

 

Foram transportados para o Hospital de Bragança, mas o bebé teve alta ao final do dia.

A mulher apresentava vários traumatismos e chegou a ser evacuada de helicóptero para o Porto onde chegou já sem vida.

 

A vítima mortal deste acidente residia em Rebordãos e trabalhava em Vinhais.

 

Fonte: Brigantia

publicado por Lacra às 12:27
tags:
30 de Agosto de 2010

A cidade de Bragança vai acolher, entre os dias 1 e 4 de Setembro, um ciclo de cinema intitulado “As Vozes do Silêncio – Trás-os-Montes no cinema e no museu”. No total, serão oito filmes projectados no Museu do Abade Baçal, com entrada gratuita. Esta mostra cinematográfica caracteriza-se por um conjunto de filmes que “dificilmente” está disponível ao público. Com sessões bidiárias, esta exibição vai contar com a participação dos realizadores, estando já confirmadas as presenças de Manoel de Oliveira, Regina Guimarães e Saguenail.

Organizado em “tempo recorde”, o evento pretende “mostrar a Trás-os-Montes o cinema feito na região”, adiantou o programador, António Preto. Na globalidade, os oito filmes de cartaz foram escolhidos de forma “criteriosa”, tendo sido todas as películas produzidas na região transmontana. Neste âmbito, a projecção de filmes, gravados nas décadas 60 a 90, são um “ponto de partida para tentar perceber de que modo é que o cinema do século XX foi o principal responsável pela construção de um imaginário transmontano e em que medida esse imaginário é exterior à região”, justificou António Preto. De acordo com o programador, o cinema em Trás-os-Montes é um “estrangeiro que vem visitar a região, que tem e que se vai confrontar com uma ideia pré-concebida”, mas que vai encontrar “algo de diferente”. Assim, no dia 1 de Setembro, as portas do espaço museológico abrem-se às 18h para a projecção do filme “Sabores”, de Regina Guimarães e Saguenail e, mais tarde, pelas 22h, será a vez de “Máscaras”, de Noémia Delgado. Já o dia 2 de Setembro está reservado para “Matar Saudades”, de Fernando Lopes, e para o “Acto da Primavera”, de Manoel de Oliveira. A 3 de Setembro será a vez de visualizar “Margens”, de Pedro Sena Nunes, e “Veredas”, de João César Monteiro. O ciclo de cinema termina no dia 4 de Setembro, com a “Terra Fria”, de António Campos, e “Ana”, de António Reis e Margarida Cordeiro.

A presença dos realizadores dos filmes em questão irá aguçar a curiosidade do público. De salientar que as películas são de “difícil acesso”, existindo, alguns, apenas na Cinemateca Portuguesa. “Não são filmes que as pessoas possam encontrar por acaso. É uma oportunidade única e um óptimo pretexto para ver os filmes, ouvir os realizadores e discutir com eles a história de cada película”, sublinhou António Preto. “Em todos eles há um olhar sobre a região, a realidade e as especificidades, ao mesmo tempo que existe uma reflexão sobre o modo como Trás-os-Montes pode servir para pensar assuntos exteriores à própria região.”

No entanto, António Preto, salientou que este ciclo não abrangeu outras dimensões devido ao “orçamento reduzido” e ao pouco apoio dado pelas entidades locais, pelo que nova realização no futuro dependerá da forma como correr este evento.

 

Programa:

1 de Setembro, 18h00 - "Sabores"

                          22h00 - "Máscaras"

 

2 de Setembro, 18h00 - "Matar Saudades"

                          22h00 - "Acto da Primavera"

 

3 de Setembro, 18h00 - "Margens"

                          22h00 - "Veredas"

 

4 de Setembro, 18h00 - "Terra Fria"

                          22h00 - "Ana"

 

Fonte: Mensageiro Notícias

publicado por Lacra às 12:11
25 de Agosto de 2010

Foi ontem apresentado, na Guarda, o projecto Self-Prevention. A ideia, exposta por um agrupamento de cooperação territorial que abrange 187 entidades de ambos os lados da fronteira, consiste na reintrodução de 150 mil cabeças de gado caprino, nas zonas raianas dos distritos da Guarda, Bragança, Zamora e Salamanca, como "limpadores naturais" dos campos.

Tal medida permitirá, de acordo com José Luís Pascoal, presidente do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Duero-Douro, a prevenção de incêndios, mas também o "desenvolvimento económico e rural" daquelas zonas. O responsável do AECT garantiu que o objectivo é colocar os animais nos campos agrícolas e montes abandonados. Esta será a forma encontrada para evitar fogos florestais, uma vez que os terrenos ficaram "livres de vegetação", concluiu.

A partir do próximo ano serão assim distribuídas 150 mil cabras pela área do agrupamento territorial. Um "método natural para a limpeza das florestas e dos campos", referiu ainda José Luís Pascoal, garantindo que o projecto Self-Prevention permitirá também o desenvolvimento social e económico das zonas raianas.

"A sustentabilidade social, económica e ambiental" das regiões abrangidas passará pela criação de 558 postos de trabalho em diversas áreas, "desde pastores a comerciais", explicou. O estabelecimento de uma empresa, que ficará responsável pela distribuição dos efectivos caprinos e pela criação de equipamentos que sustentem a rentabilidade económica do projecto, a construção de 12 queijarias, 15 lojas e dois matadouros para abate dos animais surgem ainda como factores de importância neste projecto.

A ideia, apoiada pelos Governos de Portugal e de Espanha e por fundos comunitários, implicará um investimento de 48 milhões de euros. Por sua vez, "a rentabilidade económica criada nos campos e terras será para as gentes que moram nelas", acrescentou o presidente do AECT. Para os governadores civis da Guarda e de Bragança, este é um projecto que "não poderá falhar". Uma ideia que é, para Santinho Pacheco, "uma flor de esperança para a região".

 

Fonte: Lusa

publicado por Lacra às 11:05
tags:
23 de Agosto de 2010

O que achou das Festas da Cidade de Bragança deste ano?survey software O que gostou mais dentro da programação festiva?Market Research Ainda dentro da programação festiva, do que gostou menos?online surveys

publicado por Lacra às 17:22
20 de Agosto de 2010

Um “cruzeiro” ferroviário pela Linha do Tua com os turistas a percorrer de comboio toda a região e a parar nos vários locais para visitas ao património histórico, natural, cultural e gastronómico, vindos do Douro Vinhateiro até à Terra Quente transmontana, subindo à Terra Fria e terminando na vizinha Espanha, na Puebla de Sanábria – é este o “sonho” de Daniel Conde. O jovem, ligado ao Movimento Cívico pela Linha do Tua, apresentou este projecto ao concurso realizado pela Associação Acredita Portugal, a par com mais de 700 outras iniciativas, e conseguiu chegar à final, arrecadando o terceiro prémio a nível nacional.

O objectivo é aproveitar a Linha do Tua para dinamizar o turismo naquela zona e em toda a região, prevendo um possível reaproveitamento da linha até Bragança, com ligação à Puebla de Sanábria, na vizinha Espanha, capitalizando tudo o que existe a nível de recursos turísticos para os aglomerar num só “produto” regional. A possibilidade da construção da barragem de Foz Tua, que, a avançar, deixará submersa parte da linha ferroviária, não é entrave ao projecto, como explicou Daniel Conde.

“O intuito é implementar este projecto, desde já, entre o Tua e Mirandela, a pensar numa futura reabertura de toda a Linha do Tua”, apontou, mas, “se houver barragem, o projecto pode continuar a implementar-se, embora perdendo potencialidade”.

No entender do jovem, a possível submersão de parte da linha compromete o projecto turístico mas não o deita por terra. Claramente contra a construção do empreendimento, Daniel Conde considera que, mais importante, é partir já para o terreno, congregar esforços e aproveitar as oportunidades, tirando partido da proximidade com o Alto Douro Vinhateiro, património da Unesco e terceiro destino turístico de Portugal.

“É preciso avançar e sair da letargia, mostrando que há forças na região e capitalizando as oportunidades existentes. As soluções para a região não caem do céu, não se pode esperar mais”, atirou.

Vencer o terceiro prémio de um concurso nacional que visa promover o empreendedorismo é motivo que leva Daniel Conde a acreditar, cada vez mais, no futuro da região a nível turístico. A título de exemplo, o jovem lembra projectos deste género, já implementados na Europa, com bastante sucesso, como acontece na vizinha Espanha com o Transcantábrico.

Numa primeira fase, ainda sem todos os estudos concluídos, o projecto turístico ferroviário prevê um investimento na ordem dos 350 mil euros, com previsões de lucro logo no primeiro ano e tendo o comboio a operar, no máximo, oito meses do ano. Para a implementação no terreno, Daniel Conde vai contar com a ajuda do prémio alcançado que prevê uma compensação monetária na ordem dos cinco mil euros, a par com 13 mil euros em serviços, publicidade online, serviços de gestão de relação com os media e serviços jurídicos. A par disso, o jovem empreendedor partiu já para o terreno para tentar estabelecer parcerias com outras entidades, como a CP para, por exemplo, trazer para Mirandela o comboio turístico do Corgo que, actualmente, se encontra parado na estação da Régua, sem aproveitamento e a ser alvo de actos de vandalismo.

 

Espanha responde positivamente

Recentemente, o Movimento Cívico pela Linha do Tua enviou um conjunto de propostas às câmaras do Vale do Tua, aos municípios de Bragança, Macedo de Cavaleiros e aos vizinhos espanhóis de Puebla de Sanabria e de Pedrabla de la Padreria, para a reabertura da linha.

Até ao momento, os únicos que terão respondido positivamente foram os municípios espanhóis, manifestando interesse numa possível ligação a Portugal pelo Nordeste Transmontano.

Daniel Conde revelou, no entanto, que o município de Macedo de Cavaleiros revelou, também, disponibilidade para reunir e debater algumas das propostas. Entre as iniciativas apresentadas, está uma que prevê a reabertura da linha entre Mirandela e Vale da Porca, com ligação até à Praia do Azibo por uma via com apenas 60 centímetros de largura.

Para concretizar o projecto, o jovem diz que há a possibilidade das autarquias de Macedo de Cavaleiros e de Mirandela se candidatarem a um programa do QREN, vocacionado para a ferrovia e dotado com cem milhões de euros.

“É um programa diferente do usual porque não tem prazo limite para a apresentação de candidaturas e é especificamente para a região Norte. Até agora só o Metro do Porto tem aproveitado, em parte, a dotação oferecida por este programa”, contou.

A ligação à praia do Azibo é vista como “essencial” para o desenvolvimento turístico daquela área, pois possibilitaria a mobilidade das pessoas.

Segundo Daniel Conde, para avançar com esta iniciativa, a câmara de Macedo de Cavaleiros e a de Mirandela teriam que investir cerca de três milhões de euros, um número apurado com base em estudos do especialista Manuel Tão.

“Há obras camarárias que têm valores bem mais elevados”, apontou, sublinhando que este seria “um investimento corajoso” com “mais-valias” para a região.

A futura ligação a Bragança e a Espanha, tantas vezes já reivindicada, custaria algo como 150 milhões de euros, “dois estádios e meio de Aveiro”, mas, até ao momento, apenas os espanhóis terão mostrado interesse nas propostas do Movimento Cívico pela Linha do Tua.

Daniel Conde considera que isto prova a “letargia de muitos autarcas”: “há dinheiro, não há é vontade política, também por culpa de alguns autarcas da região que estão em letargia total”.

 

Foto com Direitos Reservados

19 de Agosto de 2010

A Língua Mirandesa na era digital vai ser tema de conversa para reunir, pelo terceiro ano consecutivo, os autores de bloggers mirandeses, (espécie de diários escritos online, na internet). O encontro é no dia 21 de Agosto, no Santuário de Nossa Senhora do Rosário, Minas de Santo Adrião, e vai juntar dezenas de estudiosos da segunda língua oficial de Portugal.

Para além das “Cumbersas an Mirandés” sobre a Língua, estão programadas várias actividades, desde palestras, animação musical, jogos tradicionais e uma visita guiada às minas de Santo Adrião.

Este ano, a câmara municipal também se vai aliar a esta iniciativa que pretende compreender a situação actual da lhéngua mirandesa, através de pequenos encontros/discussões com todos os interessados da cultura, tradição e língua.

 

publicado por Lacra às 09:13
18 de Agosto de 2010

A vila de Freixo de Espada à Cinta entra em festa já dia 19 de Agosto e até dia 22. Pelo novo Espaço Multiusos vão passar grandes nomes da música portuguesa, num programa eclético que promete agrada a públicos jovens e mais velhos.

No dia 19, depois da actuação dos Terra d’Água, a noite é de fados, com José Manuel Neto acompanhado de Ana Sofia Varela e Pedro Moutinho.

José Cid marca presença no dia 20, dia em que abre a tenda electrónica com vários dj’s. Os Perfume e Dj Fernando Alvim animam a noite de 21 de Agosto.

A terminar, é a vez dos populares Nível 6 que actuam depois das Bandas Filarmónicas. A noite de festa continua na tenda electrónica.

As festas de Freixo de Espada à Cinta são organizadas pela Comissao de Festas de Nossa Senhora dos Montes Ermos, com apoio da autarquia local.

A nível religioso, destaca-se, no 19 de Agosto, a condução de Nossa Senhora dos Montes Ermos da “capelinha” à Igreja Matriz. Dia 20 é a procissão de velas e 22 a missa solene com procissão. A terminar,  no dia 23, o povo reencaminha, novamente, Nossa Senhora dos Montes Eermos para a sua “capelinha”.

publicado por Lacra às 08:13
17 de Agosto de 2010

Bragança prepara-se para receber a quarta edição do Torneio de Voleibol de Praia, agendados para dia 19 e 20 de Agosto.

 O evento realiza-se na zona desportiva do Clube Académico de Bragança e conta com o apoio do Inatel. As duplas femininas e masculinas podem inscrever-se junto do Clube Académico de Bragança. O preço é de 15 euros por dupla.

16 de Agosto de 2010

A delegação de Bragança da Cruz Vermelha colocou, em toda a cidade, vários contentores para a recolha de roupa, calçado, brinquedos e material escolar que, depois, será distribuído pelas famílias mais carenciadas.

A iniciativa surgiu em parceria com uma empresa que disponibilizou os contentores e que os localizou em pontos estratégicos de toda a cidade de Bragança, nomeadamente em Vale d’Álvaro (Braguinha), Eixo Atlântico, hospital, câmara municipal, na própria delegação (perto da cadeia) e junto ao Instituto Politécnico.

Em pleno Ano Europeu de Luta contra a Pobreza e Exclusão Social, este é mais um dos projectos dinamizados pela Cruz Vermelha. Só no ano passado, a delegação de Bragança distribuiu 25 mil euros por jovens e pessoas carenciadas, uma fatia que representa 50 por cento do actual orçamento da delegação.

A Cruz Vermelha de Bragança está, ainda, a criar uma equipa de voluntários, em parceria com os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Bragança, para visitar pessoas que vivam sozinhas e que tenham dificuldades de mobilidade.

Esse é um projecto pioneiro que deverá arrancar já este ano, no início de Setembro/Outubro.

A criação de uma sede em espaço rural é outro dos projectos que ainda está em andamento. 

publicado por Lacra às 14:00

A Serra de Bornes vai ser palco para a última prova do circuito português do Campeonato Nacional de Parapente. O Open Internacional de Voo Livre começa hoje, dia 16 e até 21 de Agosto. O evento é promovido pelo Clube Azibo Aventura, em colaboração com a Federação Portuguesa de Voo Livre e a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros.

Para além de uma prova pontuável para o Ranking Internacional, é também a última  prova do Circuito Português, e donde  sairá o vencedor do campeonato Nacional de Parapente 2010. Até à data de fecho desta edição, estavam inscritos mais de 20 pilotos, a maioria deles de Portugal e Espanha.

A Serra de Bornes, no Nordeste Transmontano, é considerada um local priveligiado para a prática de voo livre, graças às fantásticas correntes ascendentes que permitem atingir altitudes de 4000 metros e percorrer grandes distâncias.

O voo livre caracteriza-se por aliar as forças da natureza com as forças do próprio piloto para descolar e aterrar, agrupando disciplinas como a Asa Delta e o Parapente.

Para voar é necessário estar inscrito na Federação Portuguesa de Voo Livre e obter a licença de voo e de aprendizagem. A Federação garante, ainda, o seguro de acidentes pessoais e de responsabilidade civil para pilotos federados.

publicado por Lacra às 08:00



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
21
22
24
26
27
28
29
blogs SAPO