Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
09 de Março de 2010

 O Governo vai dar mais poder às escolas para poderem intervir de forma "mais rápida, mais segura e mais próxima aos pais" em casos de violência, anunciou hoje a ministra da Educação.

Isabel Alçada falava aos jornalistas a propósito do caso de um rapaz de Mirandela desaparecido desde a semana passada depois de se ter atirado ao rio Tua na sequência, alegadamente, de agressões reiteradas por parte dos colegas da escola.

A ministra lembrou que a lei e os regulamentos internos das escolas são muito claros quanto à "inaceitabilidade" de qualquer forma de "ameaça, agressão ou violência" nos estabelecimentos de ensino.

Fonte: Lusa


A  Escola Básica 2/3 Luciano Cordeiro de Mirandela já entregou à Direcção Regional de Educação do Norte o relatório do inquérito interno que foi levantado ao desaparecimento de Leandro, o aluno que há uma semana se atirou ao rio Tua.

No entanto, o Ministério da Educação entende que “não é totalmente conclusivo” e por isso já enviou um elemento da Inspecção Geral de Educação para o estabelecimento de ensino a fim de “recolher mais elementos”.
Segundo a agência Lusa, a Ministra da Educação, Isabel Alçada, quer ter “uma conclusão segura" e por isso, no estabelecimento de ensino já se encontra um inspector da Inspecção Geral da Educação a recolher mais elementos, que permitam “uma clarificação total do que se passou”.

A par do inquérito interno da escola está também em curso um inquérito judicial a cargo do Ministério Publico, que delegou na PSP a condução do processo.

 

 

Fonte: Brigantia


 Um morto e um ferido, foi o resultado de um acidente, ontem, na EN216, em Mogadouro. Na curva da Fonte das Três Bicas, o camião articulado caiu para o lado direito. O ajudante do motorista morreu esmagado. A remoção do veículo demorou mais de dez horas.

A vítima mortal é Anselmo do Rosário, de 29 anos, residente em Resende e era ajudante do camionista. O condutor do camião, de 25 anos, residente em Valongo, sofreu alguns ferimentos. Mas, após ver o estado em que o companheiro de viagem ficou, entrou em estado de choque, tendo sido levado para a Urgência do Centro de Saúde Mogadouro.

O acidente aconteceu na curva da Fonte das Três Bicas, em sentido ascendente, tendo o camião articulado tombado para o lado direito da via. No local, não eram visíveis marcas de travagens, situação que deixou as autoridades e bombeiros sem resposta para o sucedido. O veículo pesado pertence a firma transportes António Frade, com sede em S. Julião do Tojal, Loures, e estava ao serviço do Minipreço.

Segundo António Salgado, comandante dos bombeiros de Mogadouro, "foi um acidente aparatoso. A curva é bastante apertada, o que levou a que o tractor de reboque tenha um comportamento imprevisível caso se accione o travão. A remoção do veículo é uma tarefa complicada, já que houve recursos a vários meios, no sentido de voltar a colocar o camião sobre rodas e não provocar danos avultados na sua estrutura".

Ao que foi possível apurar, a empresa de transportes está certificada desde 2002 e opera há cerca de 20 anos. Nas operações de socorro estiveram envolvidos 14 bombeiros das corporações de Mogadouro e Sendim, apoiados por cinco viaturas e duas retroescavadoras.

 

Fonte: JN

 


 O presidente da câmara de Mirandela quebrou o silêncio a propósito do caso Leandro, a criança de 12 anos desaparecida nas águas do rio Tua há uma semana.

José Silvano fala pela primeira vez no caso e revela ter sido apanhado de surpresa com a quantidade de casos de violência que têm sido denunciados nos últimos dias.

O autarca não esconde que está preocupado com a situação.

“Pensei que em 14 anos de câmara não tivesse nenhuma surpresa, mas isto foi quase um estado de choque” confessa o edil. “Nada nem ninguém das entidades que têm responsabilidades sobre a matéria, PSP, CPCJ, indicava que houvesse sinalizações graves que pudessem levar a este resultado” afirma. “Este caso levanta questões que nunca foram conhecidas das entidades muito menos do presidente da câmara municipal” salienta.

José Silvano só espera que os inquéritos que estão a decorrer em simultâneo, do Ministério Público e do Ministério da Educação, esclareçam todas as causas deste drama. “Isto é demasiado grave para não ter uma solução e por isso espero que os inquéritos levados a cabo pelas entidades competentes esclareçam o que se passou para todos ficarmos sossegados e não preocupados com o futuro” refere.

O autarca tem seguido atentamente as operações de busca e considera que têm sido desenvolvidos todos os esforços para encontrar o corpo.

“Foi uma semana cansativa e de grande sofrimento interior para toda a gente que participou nas buscas no rio porque a preocupação era fazer tudo para que se encontrasse o corpo e se desse algum apoio à família” afirma José Silvano, acrescentando que acompanhou “no local todas as buscas e posso garantir que não foi possível fazer mais”.

As buscas continuam, mas com meios mais reduzidos.

 

 

Fonte: Brigantia/ Escrito por CIR


 Centenas de pessoas marcaram presença, ontem, na marcha silenciosa em solidariedade com a família do Leandro, o menino de 12 anos que está desaparecido nas águas do rio Tua, há uma semana.

Uma caminhada pelo mesmo percurso efectuado pela criança, entre a escola e a margem direita do rio.

Os pais também estiveram presentes e não esconderam a revolta para com a direcção da escola.

Amália Pires e Armindo Pires, os pais do pequeno Leandro, estão indignados com a direcção do agrupamento da escola Luciano Cordeiro.

“A escola ainda não teve uma palavra para nos dar, nunca nos disse nada” refere a mãe. “A única pessoa da escola que entrou em contacto connosco foi a directora de turma dele que me telefonou quinta-feira à noite, talvez de casa dela, a dizer que se eu precisasse de alguma coisa que estava pronta a ajudar”.

Nas primeiras declarações à comunicação social, os pais de Leandro não têm dúvidas em apontar o dedo à falta de segurança da escola.

“A escola devia ter aqui segurança. Se assim fosse o meu filho não estaria no rio” afirma Amália Pires. “Eu sempre disse que não os deixassem sair” acrescenta.

“Esta escola é muito ruim” considera, não só ao nível de segurança, mas também porque “não tem pessoas competentes para estar aí dentro”.

Tal como já tinha sido divulgado, Amália Pires confirma que o Leandro foi agredido, em Dezembro de 2008 e teve de ser internado no hospital.

Nessa altura, a mãe diz ter comunicado o caso à direcção da escola, mas nada foi feito.

“O meu filho já tinha estado no hospital por causa de uma data que lhe deram” confirma. “Eu vim à escola e o conselho executivo disse-me que por ter sido fora da escola não tinha nada a ver com o assunto” revela.

Amélia Pires conta ainda que o filho “não dizia nada em casa a não ser quando foi para o hospital”. “Ultimamente ele não tinha dito nada, mas o irmão e os primos é que dizem que ele era agredido quase todos os dias” adianta.

Balões coloridos, flores, velas, fotografias do Leandro e cartazes com muitas críticas à escola tudo serviu para simbolizar a solidariedade para com a família.

Entretanto, espera-se que hoje fique concluído o inquérito instaurado pelo Ministério da Educação, enquanto a PSP deve concluir, amanhã, o inquérito judicial que posteriormente será entregue ao Procurador do Ministério Público para as conclusões.

 

 

Fonte: Brigantia/ Escrito por CIR


O jogo entre o Bragança e o Fão, da série A da III Divisão nacional ficou marcado pela perda de sentidos do jogador Eboungué Cristophe, da equipa visitante. O atleta, de 29 anos, sentiu-se mal logo aos 10 minutos de jogo e caiu inanimado, tendo sido prontamente assistido no local e, posteriormente, conduzido para o hospital onde continuam em observação, sem que, para já, seja conhecido o seu quadro clínico. Eboungué Cristophe é filho do camaronês Ernet Ebongué que actuou em Portugal ao serviço de Varzim e Vitória de Guimarães, por exemplo, no final da década de 80.

 

Fonte: Mais Futebol

publicado por Lacra às 10:00



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
27
28
blogs SAPO