Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
20 de Novembro de 2009

 O projecto de resolução do PSD sobre avaliação de professores e estatuto da carreira docente foi hoje, sexta-feira, viabilizado no Parlamento, com votos favoráveis da bancada social-democrata e abstenção do PS.

O diploma do PSD, aprovado com abstenção de todas as outras bancadas, recomenda ao Governo o fim da divisão da carreira em duas categorias e a criação de um novo modelo de avaliação no prazo de 30 dias, além de defender que no primeiro ciclo avaliativo, que está a terminar, não haja professores penalizados em termos de progressão da carreira devido a diferentes interpretações da lei.

Adão Silva, deputado do PSD pelo distrito de Bragança, votou a favor mas não concorda com a proposta apresentada pelo seu partido, a única aprovada de todos os documentos postos a votação.

O deputado por Bragança votou a favor, mas apenas por uma questão de disciplina partidária, porque a direcção do grupo parlamentar não deu liberdade de voto. Na sua declaração de voto, Adão Silva fez questão de salientar que não concorda.

“Não concordo porque entendo que o PSD devia ter proposto a imediata suspensão do processo de avaliação pois o novo modelo só será devidamente clarificado se houver esta suspensão” considera.

Por outro lado, Adão Silva também não acredita que o prazo de 30 dias dado ao Governo para apresentar um novo modelo de avaliação seja cumprido.

“Sinceramente acho que este Governo não terá um novo modelo de avaliação dos professores justo, desburocratizado e exequível nem em 30, nem em 60 nem em 90 dias” refere.

Na sessão desta manhã, no Parlamento, foram chumbados sete projectos da restante oposição para suspender o actual modelo de avaliação e acabar com a divisão da carreira dos professores.

Todos os diplomas tiveram a mesma votação - votos favoráveis do CDS-PP, Bloco de Esquerda, PCP e Verdes, abstenção do PSD e votos contra do PS - à excepção do projecto de resolução do CDS-PP sobre alteração do estatuto da carreira dos educadores de infância e dos professores dos ensinos básico e secundário.

Este diploma teve apenas o apoio das bancadas democrata-cristã e do BE, enquanto PCP e Verdes se juntaram ao PSD na abstenção e o PS manteve o voto contra.

 

Fonte: Rádio Brigantia e JN


 O Bloco de Esquerda questionou hoje quais os critérios subjacentes à escolha dos governadores civis, indigitados ontem em Conselho de Ministros. É que grande parte dos nomeados protagonizou candidaturas socialistas às eleições autárquicas das quais saíram derrotados.

Foi também o que aconteceu em Bragança.  Jorge Gomes renunciou ao mandato a poucos meses das eleições autárquicas, para concorrer, pela segunda vez, como cabeça de lista, à presidência da câmara de Bragança. O PS saiu das eleições derrotado, com uma votação de 27,56 por cento, elegendo dois vereadores. Na tomada de posse dos órgãos autárquicos, Jorge Gomes assumiu o lugar de vereação mas admite agora ponderar uma saída por incompatibilidade de funções.

Durante cerca de cinco meses Vítor Alves, militante do PS e professor do Instituto Politécnico de Bragança, assumiu o cargo temporário afirmando, na altura, não estar disponível para se manter no lugar caso o PS vencesse as legislativas, o que veio a acontecer.

De acordo com a RBA, Vítor Alves poderá vir a assumiu outro cargo de nomeação política no distrito, nomeadamente o de director do Agrupamento dos Centros de Saúde do Nordeste, cargo exercido anteriormente por Berta Nunes, actual presidente da autarquia de Alfândega da Fé.

 O Bloco de Esquerda, através do líder da bancada parlamentar na Assembleia da Reoública, contestou o facto de muitos dos nomeados terem sido candidatos socialistas às autárquicas e considerou que o perfil geral confirma a “necessidade” de proceder à extinção do cargo.

publicado por Lacra às 17:54

King’s Cross fica no centro de Londres e é uma das zonas mais movimentadas daquela cidade. Ali viveu, durante quatro anos, Pedro Pires, coreógrafo e bailarino, natural de Macedo de Cavaleiros. Desses anos ficaram as imagens e emoções, transportadas para o palco através da dança, num espectáculo chamado “King’s Cross” que regressa aos palcos transmontanos já neste Sábado.

Depois de ter estreado em Macedo de Cavaleiros, no início deste ano, “King’s Cross” vai ser exibido neste Sábado, 21 de Novembro, no Teatro Municipal de Bragança.

Para além da representação física do espaço há narração de relações imaginárias entre personalidades totalmente dissociadas. São seis bailarinos que representam os “executivos que entram e saem, operários responsáveis pela reconstrução, fãs de futebol que gritam, prostitutas que enchem as ruas de sedução, mendigos refugiados no caos, turistas que sempre estão onde os outros estão”.

Os sons “caóticos” produzidos na rua londrina serão reproduzidos em palco num trabalho de composição musical a cargo da companhia artística Cre-Art Project.

Já a dimensão física do espaço será representada através de uma escultura de Hannah Terry que se inspirou no ferro usado na reconstrução da King’s Cross para criar toda uma estrutura de apoio à coreografia.

Pedro Pires nasceu em Macedo de Cavaleiros e antes de se iniciar na dança passou pelo curso de Física da Universidade do Porto. No entanto, Pedro Pires concluiu que “esta humanidade tem ciência suficiente mas nunca terá arte que chegue” e, assim, anos mais tarde, decidiu dedicar-se à Dança tendo feito formação na London Contemporany Dance School.

Em 2006 criou a companhia Código Dance Project e, no ano passado, recebeu o Prémio de Honra do “12 Internacionales Solo Tanz Theater Festival”, em Estugarda, tendo ainda sido nomeado para o Talento Português 2008 nas Artes de Palco e Cinema.

Colaborou como coreógrafo em vários projectos, destacando-se os executados com o colectivo artístico Cre-Art, a Holland Park Opera em colaboração com a London City Orchestra, e com o Gate Theatre, em Londres.



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
subscrever feeds
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
17
28
blogs SAPO