Dia-a-dia de um distrito rural, doze concelhos e meia dúzia de pequenas cidades encravadas nas montanhas mais a norte de Portugal
15 de Dezembro de 2009

Porque o Natal nem sempre é para todos, os jovens quiseram associar-se a uma iniciativa de solidariedade social e ajudar os utentes da ASCUDT, (Associação Sócio Cultural dos Deficientes de Trás-os-Montes), a ter um Natal mais “recheado”. Numa iniciativa promovida pela Juventude Socialista, em colaboração com as três Associações das Escolas Secundárias da cidade, foram recolhidos bens alimentares não perecíveis, roupas e os típicos chocolates de Natal.

Bens que vão permitir “desafogar” o orçamento da ASCUDT durante cerca de dois meses, conforme explicou Manuela Miranda, directora técnica da instituição.

“Os bens alimentares vão para a nossa residência autónoma, onde temos cinco utentes, e para o apoio domiciliário de três utentes. São bens que vão minimizar as despesas, a nível da mercearia, durante cerca de dois meses”.

Já as roupas e chocolates vão ser distribuídos por todos os utentes da instituição, consoante os gostos pessoais de cada um deles.

Para além do valor económico e financeiro que os bens representam, Manuela Miranda salientou o “reconhecimento” dos jovens pelo trabalho que a ASCUDT desenvolve na região. Actualmente a associação ainda aguarda pela conclusão da nova sede e, por isso, tem apenas capacidade para apoiar dez pessoas no Centro de Actividades Ocupacionais e cinco em residência autónoma. A mudança para a nova sede está prevista para o próximo ano e, a partir daí, a ASCUDT terá capacidade para acolher mais pessoas com deficiência.

Este foi o terceiro ano que a Juventude Socialista dinamizou acções de solidariedade social, conforme apontou o dirigente local, Nuno Machado.

“É o terceiro ano que fazemos este tipo de iniciativas com os jovens. Nos outros dois anos entregamos os donativos a entidades diferentes e, este ano, escolhemos a ASCUDT que é uma boa instituição que merece toda a nossa ajuda”.

As associações de estudantes das escolas secundárias da cidade quiseram também associar-se e colaborar nesta iniciativa de solidariedade social mostrando assim que, apesar de jovens, estão atentos às necessidades das instituições da cidade. Em cada escola foi colocado um cabaz para que os alunos, professores e auxiliares pudessem participar e fazer os seus donativos.

João Tiago, da Associação de Estudantes da Escola Secundária Abade Baçal apontou que a iniciativa teve uma “enorme adesão” e que foi “um gesto de gratidão” que pretendeu “sensibilizar as associações para este tipo de iniciativas”.

 

publicado por Lacra às 11:01



Related Posts with Thumbnails
últ. comentários
obrigado Cris:)
Bem vinda :))
Helder Fráguas sofreu a perda da sua companheira, ...
Para mim e para muita gente a volta às adegas para...
Estou habituado na leitura de blogs on line, adoro...
me llamo fedra soy de santa fe argentina tengo 9 ...
Carissimos,Eu não sei quem inseriu o comentário em...
todos os comentários estão disponíveis e vísiveis.
Como faço para ler os outros comentários ? Ou esse...
deixo aqui o meu comentário; por acaso pude apreci...
Locations of visitors to this page
Eu sou Jornalista
pesquisar neste blog
 
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
19
26
blogs SAPO